A família e a empresa Iplaz estão de luto pela perda do seu fundador, António da Silva, que faleceu aos 85 anos no Hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira. Residente na Rua do Alto, em Bustelo, na freguesia de São Roque, o empresário deixa mulher, Palmira dos Santos, filha, Emília Silva, genro, Paulo Augusto, netos, Bebiana Tavares, Patrícia Tavares, Bruno Borges e António Fernandes, e bisneto, Francisco Borges.
Marta Cabral
Estimado pela comunidade, o empreendedor António da Silva partiu e deixou um vazio em todas as pessoas que com ele privaram. Muito antes de se falar da responsabilidade social nas empresas, já a empresa que fundou era pioneira nesta matéria, “exemplarmente solidária” (ver caixa). Apesar do seu falecimento, as homenagens a António da Silva foram feitas em vida. Em 2018, por exemplo, a filha e as netas do fundador da Iplaz – Indústria de Plásticos de Azeméis, com sede em São Roque, organizaram uma festa marcada pela homenagem ao empresário, no dia em que a empresa assinalou 40 anos de existência.
Em 1978, António da Silva lançou a semente de um negócio que, ao longo dos anos, se soube reinventar e adaptar às novas experiências do mercado, sendo hoje uma empresa de referência em Oliveira de Azeméis. Em entrevista à Azeméis TV/FM, no ano que marcou os 40 anos da Iplaz, a filha e também administradora da empresa, Emília Silva, revelou o segredo para uma empresa que, ao longo do seu percurso, conseguiu crescer de forma sustentável e alastrar-se a novas áreas de mercado, ao mesmo tempo que foi acompanhando a evolução tecnológica e explorando novos métodos de produção mais eficientes: “Trabalho, humildade, respeito e educação”. Os valores que Emília Silva menciona foram transmitidos pelo fundador, António da Silva, “que muito trabalhou e lutou” para, atualmente, a Iplaz se assumir como uma empresa de referência na região. Também a neta e diretora financeira da Iplaz, Bebiana Silva, afirmou, na altura, que “toda a gente tem muito carinho por ele” e que o avô vinha à fábrica todos os dias.

Iplaz foi pioneira na área social e solidária graças ao seu fundador
Acarinhar os colaboradores que permanecem ao serviço da empresa há largos anos e estar atenta à comunidade que a rodeia são aspetos que a Iplaz não descura. Por isso, foi uma das primeiras empresas do concelho a conquistar a norma SA8000 relativa à responsabilidade social, uma escolha natural dado o percurso e a filosofia da empresa, que presta apoio a várias associações e instituições locais.

Um minuto de silêncio em memória de António da Silva
Na passada sexta-feira, os elementos da Assembleia Municipal apresentaram um voto de pesar pelo falecimento de António da Silva, que culminou com um minuto de silêncio em memória do fundador da empresa Iplaz. “Evocamos um homem bom, que se destacou pelo seu empenho e compromisso com a comunidade que muito estimava. Muito antes de se falar da responsabilidade social nas empresas, já a Iplaz era pioneira, exemplarmente solidária, pelas mãos do Sr. António Silva. São testemunhas desta grandeza magnânima as instituições do lugar de Bustelo, na freguesia de S. Roque, e do município de Oliveira de Azeméis. É importante realçar que este espírito de benfeitor já se transferiu para os seus descendentes e fiéis continuadores do projeto. O Sr. António Silva construiu um grande património material e industrial, sem deixar de cuidar do património imaterial e humano – os valores da família, da amizade e da solidariedade. Bem-haja a terra que viu nascer e crescer este homem e esta família”, leu a presidente da Assembleia Municipal, Helena Santos.

 

“Foi com muita tristeza e consternação que recebi a notícia do falecimento do empresário António da Silva. Para além de ser um reconhecido empresário de sucesso, importa sobretudo sublinhar as suas extraordinárias qualidades humanas. Um homem justo e íntegro, que deve ser recordado pela sua afabilidade e sorriso fácil e pelo respeito que soube granjear junto de todos aqueles que tiveram o privilégio de com ele contactar. Pelo seu exemplar percurso de vida, deixa um legado que orgulha a sua família e toda a comunidade oliveirense. Sentidos pêsames a todos os seus familiares e amigos. Paz à sua alma”
Joaquim Jorge, presidente da Câmara Municipal

“Recordo o António Silva com saudade! Já há bastante tempo que não conversávamos e depois a vida prega-nos destas partidas. Das nossas conversas e colaboração, guardo comigo o António como um homem humilde, trabalhador e sempre pronto a ajudar. As nossas empresas tiveram momentos de colaboração que sempre decorreram com correção e respeito. Perdemos uma figura que ajudou a colocar o nome de Portugal no mundo dos moldes e dos plásticos e é com tristeza que sinto a sua partida. A toda a família endereço os meus sentidos pêsames”
António da Silva Rodrigues, fundador do Grupo Simoldes

 

 

“A Junta de Freguesia, nesta hora de pesar pelo falecimento do Sr. António Silva, testemunha o sentimento que lhe transmitiu em vida, particularmente, pelo 40.º aniversário da menina dos seus olhos: a Iplaz. Merece um carinho muito especial a dedicada esposa, com quem partilhou o seu projeto de vida. A D.ª Palmira, na sua imensa bondade e simplicidade, é mesmo uma grande senhora. Ela é a esposa, a mãe e a avó que todos enlevamos e admiramos. Prosseguir o seu projeto de empresa dinâmica será o melhor testemunho que poderemos oferecer ao Sr. António Silva”

Amaro Simões, presidente da Junta de Freguesia de São Roque

“A partida do Sr. António Silva deixa Oliveira de Azeméis mais pobre, pois perdeu um homem empreendedor que, subindo a pulso na vida, deixou à nossa terra uma empresa cujo nome é incontornável. Mas, mais do que isso, irá deixar saudades a todos os que tiveram o privilégio de privar com ele pelas suas características pessoais. À D.ª Palmira e família, deixo as minhas sinceras condolências”
Alexandra Vieira Dias, amiga da família

 

 

“Conheci o Sr. António em 1967 e foi sempre uma pessoa dedicada e trabalhadora. Com ele, vivi bons momentos. Na altura, a propósito das máquinas de injeção em Oliveira de Azeméis, íamos fazer os ensaios dos moldes à Marinha Grande. Sempre o acompanhei nessas viagens quando trabalhava com ele na A. Silva Godinho e convivi durante muitos anos com o Sr. António até ele fundar a Iplaz. Ele era meu patrão mas também era meu amigo; não era apenas uma relação profissional. É de realçar que o Sr. António começou do zero nesta indústria e tenho muita estima e respeito por este homem”

Américo Carvalho, ex-presidente da Junta de Freguesia de Madaíl

“O Sr. António é da velha guarda. Quando soube que tinha falecido, fiquei muito admirado e muitíssimo triste. Só tenho a dizer bem da família Iplaz da qual o Sr. António faz parte. Lamento profundamente a sua morte. Os meus pêsames para a família e dou força e carinho a todos os seus familiares nesta hora difícil”
António Correia, Correia & Irmão, Lda.

 

 

 

“O Sr. António Silva, carinhosamente tratado por jovem, era uma pessoa extraordinária. Um empreendedor nato e sempre preocupado com quem mais precisava. Um homem simples e generoso, que gostava de ajudar a sua terra e as suas gentes”
Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis

 

 

 

“Ficámos muito tristes e consternados com a partida do Sr. António Silva. Para além de ser uma referência no mundo empresarial concelhio, fundador da Iplaz, e um destacado empreendedor, apraz-nos salientar a sua bondade, ser um homem bom, sensível aos problemas sociais, que esteve sempre disponível para apoiar os mais carenciados e desfavorecidos, e a nossa causa. O Sr. António Silva foi um benemérito da nossa instituição, a quem ficaremos eternamente gratos”
Órgãos sociais do Centro do Centro de Apoio Familiar (CAF) Pinto de Carvalho

“A Iplaz é o principal patrocinador do clube e colaboram sempre connosco. O Sr. António era uma pessoa de bom trato, simples, bem disposta, sempre risonha e nunca foi daquelas pessoas que queria o protagonismo para si próprio. Estava sempre pronto a ajudar o próximo, tal como os seus familiares. Uma pessoa espetacular mas, infelizmente, a idade não perdoa. Ajudou não só o Bustelo, mas muitas pessoas e instituições. Partiu mais um bustelense que vai fazer muita falta”
Sporting Clube de Bustelo