Viatura da GNR sofre danos em despiste

Militares “invocaram” o nevoeiro como a causa

0
21

Os airbags dispararam e o carro está a aguardar reparação, mas o comandante do Destacamento Territorial de Oliveira de Azeméis garante que a lacuna não está a interferir com a qualidade do serviço de patrulhamento.
Uma viatura afeta ao Posto Territorial de Oliveira de Azeméis sofreu danos na sequência de um despiste ocorrido na zona de Pinheiro da Bemposta. O sinistro não envolveu terceiros e nenhum dos dois militares que seguiam no carro da GNR sofreu ferimentos.
O acidente ocorreu há já cerca de três semanas, mas só agora o Correio de Azeméis teve conhecimento do sucedido. O comandante do Destacamento Territorial de Oliveira de Azeméis, capitão Telmo Gomes, confirmou que o despiste aconteceu na localidade de Pinheiro da Bemposta, “durante o período noturno”, e que os dois militares que seguiam no veículo “invocaram que estava nevoeiro”, associando-o às causas do sinistro.
Segundo o mesmo responsável, o carro sofreu alguns estragos, designadamente com o disparo dos airbags.
O capitão Telmo Gomes adiantou que está a decorrer um “processo de averiguações”, por parte do Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação da GNR, com vista a apurar os contornos do sinistro, sendo que estes procedimentos são, geralmente, “demorados”.
Entretanto, a viatura está a aguardar reparação, mas, de acordo com o comandante, este contratempo não afeta o serviço prestado pelo Posto Territorial, concretamente, o patrulhamento. “O posto está salvaguardado porque está bem apetrechado de viaturas policiais”, garantiu.