“Vai dignificar Ferreira de Castro”

CENTRO INTERPRETATIVO CUSTARÁ 200 MIL EUROS

0
18

Arquiteto oliveirense Rui Lopo é o autor do projeto

O Centro Interpretativo Ferreira de Castro deve estar concluído em 2023

O Centro Interpretativo Ferreira de Castro foi projetado com o intuito de celebrar o escritor José Maria Ferreira de Castro. “Este investimento foi estruturado e pensado tendo em conta o valor histórico patrimonial, através da salvaguarda e valorização do edificado da Casa Ferreira de Castro”, referiu o presidente da Junta de Freguesia de Ossela, José Santos, em declarações ao Correio de Azeméis.

Ana Soares

“Saiu um belíssimo trabalho que, de certeza, vai dignificar o escritor e a sua magistral obra”, segundo afirmou José Santos. “Por outro lado, pretende-se que seja um importante fator de atratividade para este território, contribuindo para a revitalização do tecido económico e social”, anunciou, referindo o empenho do presidente da Câmara Municipal, Joaquim Jorge, da ADRITEM. O projeto é da autoria do arquiteto oliveirense Rui Lopo e da sua equipa.
A obra contempla a construção de mais dois edifícios iguais à casa onde o escritor nasceu, como o Correio de Azeméis noticiou, na última edição. No primeiro módulo, o piso inferior terá um gabinete, um átrio, uma receção e uma loja e o piso superior será dedicado a uma sala de exposições. O segundo volume reunirá uma cafetaria, uma copa e instalações sanitárias no primeiro piso e uma sala polivalente no segundo.
O presidente da Junta de Freguesia lembrou ainda o escritor, dada a oportunidade que teve em o conhecer aos seus sete anos de idade. “Pediu à minha mãe para guardar a chave de sua casa natal e a mostrasse a quem por ali viesse para a visitar”, contou, ao acrescentar que desde então foi “companheiro e algumas vezes bengala nos passeios que o escritor fazia à quinta”, disse. “Orgulho-me muito de ter conhecido e convivido com este vulto das letras, era uma pessoa humilde e muito humana”, completou.
Relembre-se que o projeto do Centro Interpretativo Ferreira de Castro foi apresentado pela Junta de Freguesia de Ossela a uma candidatura ao Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020, num montante de 197 mil 897 euros, que foi aprovada e terá a comparticipação de 80 por cento do valor. O auto de aceitação foi assinado no dia 18 de fevereiro pelo presidente da Câmara e espera-se que a obra seja concluída em 2023.

 

Pedregulhal, a praia fluvial do concelho
Para complementar a obra do Centro Interpretativo, de forma a fomentar uma maior atratividade à freguesia, o presidente da Junta de Freguesia de Ossela, José Santos, confirmou que se encontra a trabalhar com a autarquia para que se faça do local do Pedregulhal a praia fluvial do concelho. A par disso, os Caminhos Literários de Ferreira de Castro estão “neste momento a ser alvo de uma reestruturação”, explicou.