“Temos dos melhores centros de formação”

Horácio bastos, presidente da ud Oliveirense

0
41

A requalificação do Centro de Formação Ápio Assunção, com um custo aproximado de meio milhão de euros, envolveu duas fases de empreitada. A primeira fase diz respeito aos três campos sintéticos, envolvendo o campo de onze, o de sete, os respetivos alargamentos, a iluminação e a colocação de relva sintética. A segunda fase está ainda a decorrer e envolve a requalificação dos balneários, assim como as coberturas das infraestruturas de equipamentos. “Prevemos que esteja tudo pronto em finais de agosto, início de setembro”, afirmou o presidente da União Desportiva Oliveirense, Horácio Bastos, em declarações à Azeméis TV/FM.

Marta Cabral

A requalificação do Centro de Formação da Oliveirense, num protocolo estabelecido com a Câmara Municipal, já deu os seus frutos em campo. “A Oliveirense precisava urgentemente da melhoria das suas infraestruturas. A direção propôs, como primeiro plano, a requalificação das infraestruturas, que está praticamente concluída”, considerou o presidente do clube, Horácio Bastos. “A próxima época já será iniciada com a expectativa de termos esta pandemia controlada e com condições ótimas para formar os nossos jovens jogadores”, acrescentou. Para os jogadores que já estão a usufruir das novas instalações em campo, as alterações são notórias. “Temos um dos melhores centros de formação do distrito de Aveiro e para os atletas é gratificante treinar num relvado sintético desta natureza, com um sistema de drenagem e rega bom, o que é ótimo para a manutenção dos campos e para evitar possíveis lesões nos jogadores”, apontou Horácio Bastos.

O que mudou nos campos sintéticos?
Há mais de 10 anos que a Oliveirense ansiava pelas novas instalações e as melhorias introduzidas nos campos sintéticos vieram colmatar essas necessidades. No campo de onze, o clube pode agora receber jogos de campeonatos nacionais, uma vez que o campo antigo não tinha as dimensões necessárias. “O sintético é o mais atual, aprovado pela FIFA, e oferece excelentes condições para a prática do futebol. Temos uma bancada completamente nova — a faltar a cobertura”, adiantou o coordenador do futebol de formação da Oliveirense, Nelson Pinho, em entrevista à Azeméis TV/FM. A equipa principal também usufrui destas “excelentes condições” e Nelson Pinho contou que, muitas das vezes, treinam nesse mesmo campo.
Os campos de iniciação, nomeadamente os de sete, também foram reformulados e as suas dimensões foram aumentadas. A área de ‘treino específico de guarda-redes’ também foi melhorada. “Esse espaço estava muito esquecido e, felizmente, foi renovado para, assim, darmos condições a essa posição [guarda-redes]”, considerou Nelson Pinho. Dadas as melhorias, a Oliveirense recebe agora a formação de todos os escalões, com atletas dos quatro aos 18 anos. “Nos últimos anos, usávamos as instalações do Real Nogueirense; tínhamos uma formação separada. Hoje em dia, estamos todos juntos e mais fortes no departamento de formação”, realçou o coordenador. A largura do outro campo de sete, assim como a sua profundidade, também foi aumentada.