Serviços mínimos mantêm Oliveirense na Taça

Futebol> Taça de Portugal – 2.ª Eliminatória

0
31

A Oliveirense venceu o Arronches e Benfica por 3-0 e segue para a terceira eliminatória da Taça de Portugal numa partida em que jogou o suficiente para vencer um adversário da Distrital de Portalegre. Apesar da vitória, Fábio Pereira não gostou da prestação da equipa e não o escondeu na conferência de imprensa no final do jogo.
Ana Catelas
A Oliveirense venceu e carimbou a passagem à 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, que já contará com as equipas da I Liga no sorteio. Apesar do triunfo, o treinador Fábio Pereira mostrou-se desagradado com a exibição do coletivo e isso motivou mesmo o atraso na chegada à conferência de imprensa, como o próprio justificou. “Não gostei do jogo”, começou por admitir Fábio Pereira, que denotou “algum relaxamento” na equipa, sobretudo a partir do 2-0, e alguma “falta de agressividade”.
Quanto às principais incidências do jogo, a Oliveirense confirmou dentro das quatro linhas a sua clara superioridade e, embora sem acelerar muito o ritmo, teve sempre a partida controlada e a vitória nunca foi posta em causa por um adversário que apenas na segunda parte se livrou do nervosismo de jogar com uma equipa de escalão superior e se acercou mais da baliza contrária.
Luizinho abriu o caminho para o triunfo logo aos 15’ quando surgiu, oportuno, a aproveitar uma defesa incompleta de Mateus Machado a um primeiro remate de João Paredes. O segundo golo nasceu de uma jogada bem desenhada no ataque unionista com João Paredes a assistir Marcelo Marques, que só precisou de encostar para fazer um golo fácil. O Arronches e Benfica apenas criou algum perigo já em cima do intervalo na marcação de um livre direto frontal de Baba Gomes, mas a bola passou por cima da barra. No início da segunda parte, João Paredes fechou a contagem após cruzamento de Jaiminho junto à linha de fundo.

Oliveirense, 3
A. e Benfica, 0
Oliveirense: Nuno Silva; Gonçalo Pimenta (Filipe Carvalho, 85’), Raniel, Tiago Duque, Vasco Gadelho; João Serrão, Filipe Marques (Luisinho Amorim, 46’), Luizinho (Duarte Duarte, 46’), Jaiminho; Marcelo Marques (Andrezo, 61’) e João Paredes (João Marcelo, 85’). Suplentes não utilizados: Kadu, Filipe Alves. Treinador: Fábio Pereira.

Arronches e Benfica: Mateus Machado; Panuchi Fernandes, Kindio Mendonça, Baba Gomes, Infamara Costa (Herivandro Banora, 35’); Pedro Marquês, Roberto Garcia, David Quimontche; Guilherme Gomes, Aliu Sá (Ricardo Canário, 85’) e Lucas Silva. Suplentes não utilizados: João Henriques, Tiago Vidigal, Dante Santos, Gonçalo Ludovico, Francisco Gomes. Treinador: João Trindade.

Estádio Carlos Osório, em Oliveira de Azeméis.
Árbitro: Pedro Ferreira (AF Braga)
Assistentes: Nuno Freitas e José Pereira
Cartão amarelo: Roberto Garcia (40’), Tiago Duque (42’), Marcelo Marques (44’), Vasco Gadelho (73’), Kindio Mendonça (78’), João Marcelo (90’+1’)
Marcadores: Luizinho (15’), Marcelo Marques (29’), João Paredes (52’)