Profissionais de saúde infetados com coronavírus

0
47

Alguns profissionais da equipa da Unidade de Saúde Familiar (USF) La Salette estão em confinamento devido à pandemia da Covid-19 e, por esse motivo, os utentes estão com dificuldade em aceder à unidade. “A USF está em serviços mínimos por ausência de alguns profissionais das equipas, uns por isolamento profilático e alguns por infeção por Covid-19”, informou o diretor executivo do Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) Entre Douro e Vouga II-Aveiro Norte, Miguel Portela.
“Existe capacidade de resposta, contudo, mais limitada e difícil”, admitiu o responsável, em declarações ao Correio de Azeméis.
Os utentes que necessitam de recorrer à USF podem fazê-lo de duas formas: através do envio de um e-mail para a unidade (usf.lasalette@arsnorte.min-saude.pt) ou deixando o pedido numa caixa própria localizada à entrada do centro de saúde.
No entanto, a USF La Salette mantém o serviço de vacinação da gripe, pensos/curativos e atividade domiciliária. “Está a existir também a resposta aos pedidos de receituário, atestados médicos, relatórios e prescrição de exames aos pedidos que vão chegando por estas duas vias”, adiantou Miguel Portela.
O acompanhamento telefónico aos utentes da unidade que estão em isolamento por Covid-19 está também “assegurado”.
Em relação ao regresso dos profissionais infetados ou que estão a cumprir o isolamento profilático, o diretor executivo do ACES Aveiro Norte indicou a “norma 04 emanada pela Direção-Geral da Saúde”, que define os critérios a aplicar para concluir os confinamentos, quer sejam profiláticos ou por infeção por Covid-19. “Neste sentido, esperamos que, a correr bem, comecemos a receber os profissionais entre 10 a 14 dias após o início deste confinamento”, apontou Miguel Portela.