Património histórico tem sido “preservado

Susana Mortágua, presidente da união de freguesias de Pinheiro da bemposta, travanca e Palmaz

0
46

É com um olhar “positivo” que a presidente da União das Freguesias de Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz, Susana Mortágua, descreve os seus quase quatro anos de mandato. “Tudo aquilo que conseguimos concretizar até ao momento e que ainda está previsto concretizar até às próximas eleições foi fruto de muito trabalho e de cooperação entre a Junta de Freguesia, a equipa da Câmara Municipal e as nossas associações e instituições”, declarou a autarca, em declarações à Azeméis TV/FM. “Esta rede de pessoas torna possível realizar os nossos projetos e ideias para as três freguesias”, reforçou.

Marta Cabral

A União das Freguesias de Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz tem a maior área a nível concelhio, traduzindo-se em 20 por cento da área do concelho de Oliveira de Azeméis. Sendo a terceira maior freguesia a nível de população, este facto resulta no aumento das solicitações que chegam à autarca e à sua equipa, que lideram o destino das três freguesias há quase quatro anos.

Pinheiro da Bemposta: património é uma das prioridades do executivo
Susana Mortágua realçou o trabalho desenvolvido ao nível do património cultural e histórico da freguesia de Pinheiro da Bemposta, dando como exemplo a retoma do evento ‘Bemposta Manuelina’. “Foi dada continuidade a um serviço de pesquisa histórica que culminou no lançamento de um livro que, agora, está desatualizado. O trabalho voluntário das pessoas que se têm disponibilizado para ajudar neste projeto não terminou e tem trazido novos frutos e descobertas”, explicou a autarca. O património, de grande importância para o atual executivo, tem sido renovado e um desses exemplos foi a requalificação do cruzeiro de Pinheiro da Bemposta, obra levada a cabo pela Junta de Freguesia. “É claro que não queremos ficar por aqui. Queremos que todo o trabalho da nossa história culmine na requalificação de alguns espaços, nomeadamente o centro histórico de Pinheiro da Bemposta. É importante não esquecermos as nossas raízes”, considerou Susana Mortágua. A nível de rede viária, a presidente da União destacou a requalificação da rua do Pinheiro e da Avenida Senhora das Flores, que envolveu a reorganização ao nível dos passeios e a criação de caldeiras de árvores.

Travanca: escolas estão na mira da equipa da União
A educação é uma das vertentes que preocupa a autarca e a sua equipa e, nesse sentido, o Parque Infantil de Travanca foi requalificado com o apoio do município oliveirense. Os equipamentos deste parque público estavam “muito degradados” e esta intervenção foi uma das “ambições” do atual executivo desde o início do mandato. “A Junta tem feito um esforço para estar próxima das suas escolas e perceber as suas necessidades”, sublinhou Susana Mortágua. “Em parceria com o município e com Associações de Pais, foi possível introduzir alterações nos recreios das escolas. Estas estruturas acabam por ser espaços fundamentais para as crianças se sentirem bem nas escolas”, opinou.

Palmaz: Casa Mortuária está quase pronta
A Casa Mortuária é o investimento com maior relevância da Junta de Freguesia e é uma obra que vem do executivo anterior. Ainda assim, a presidente Susana Mortágua realçou que foi necessário direcionar um investimento “importante” da Junta para a conclusão desta obra.
Questões como a aquisição do terreno acabaram por fazer com que a empreitada se alongasse. “A aquisição de um terreno onde tinha uma habitação [ruína], que ficava mesmo em frente à Casa Mortuária, tinha que ser demolida para fazer os arranjos exteriores e dar outro enquadramento”, contextualizou Susana Mortágua. “Trouxe-nos bastante satisfação o desfecho deste problema que estava em frente à Casa Mortuária”, admitiu.
A inauguração está prevista para o início de julho, uma vez que faltam pormenores ao nível do mobiliário e da iluminação.

 

“A requalificação paisagística é essencial”

Segundo a presidente da União das Freguesias de Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz, Susana Mortágua, o valor global de investimentos de obra executada, em execução e que está em concurso ou adjudicada nos territórios ronda os cinco milhões de euros. Ainda este ano, a autarca prevê concluir a requalificação da zona envolvente da Junta de Freguesia de Pinheiro da Bemposta, um investimento da Junta de cerca de 40 mil euros.

Até ao final do mandato de Susana Mortágua serão feitas empreitadas nas escolas, como é o caso da requalificação de um piso na Escola de Areosa, que será intervencionado em parceria com a Associação de Pais. Há quatro candidaturas para a União das Freguesias que o executivo está a preparar, sendo uma delas em Vilarinho de S. Luís, que consiste na requalificação de tanques e fontes do lugar, assim como a criação de dois percursos pedestres. “A aldeia de Vilarinho já é procurada por pessoas que vêm de fora para percorrer a aldeia e os seus percursos pedestres. A criação de um percurso permite uma maior proximidade ao rio, passando por alguns pontos de interesse da aldeia”, descreveu Susana Mortágua.
A candidatura da Associação Desportiva, Recreativa e Cultural de Palmaz para o Parque Bento Carqueja também está contemplada pela União das Freguesias, envolvendo a requalificação daquele espaço que, outrora, já foi usado pela coletividade. “A requalificação paisagística da margem é essencial para criar condições para atrair pessoas da nossa terra e fora dela. A ideia é dar um ar novo àquele lugar”, explicou Susana Mortágua. Outro dos projetos assenta também na requalificação de dois percursos que a Associação Figueiredo de Rey criou há poucos anos, assim como na melhoria do Parque Campo do Rio, no acesso ao parque que vai servir a população de Figueiredo e de Pinheiro da Bemposta. “Outro projeto, cujo promotor é a Associação do Parque Temático Molinológico, é a requalificação do Parque do Crasto, em Damonde. Vai permitir a melhoria das condições sanitárias naquele parque”, acrescentou Susana Mortágua.

Rede viária e de saneamento são preocupações do executivo atual
Susana Mortágua destacou o “problema” da rede viária nos territórios da União das Freguesias, algo que preocupa a população e a sua própria equipa de Junta. “Estamos a falar de vias que não eram intervencionadas há 30 anos, tirando aquela intervenção pontual que não resolvia propriamente o problema”, comentou a autarca. “A rede de abastecimento de água na maior parte do território de Pinheiro da Bemposta já estava realizada mas em Travanca e Palmaz isso não se verificava. Em Palmaz não está resolvido e é uma lacuna grande”, lamentou, acrescentando que se está a avançar na resolução do saneamento mas que, apesar de tudo, Palmaz está mais atrasado neste tipo de infraestruturas. “Pontualmente, vai-se conseguindo fazer algo, mas não na totalidade”, reconheceu Susana Mortágua, referindo-se à freguesia de Palmaz. “Se não houver fundos que possam ser captados, poderá ser difícil. Terá que ser a Câmara a fazer esses investimentos”, apontou.
A presidente realçou que a Câmara Municipal tem investido nas redes básicas e que se está a tentar solucionar problemas antigos das freguesias. “Travanca estava com uma fraca cobertura de abastecimento de água e agora melhorou”, exemplificou Susana Mortágua. Em obras futuras, a autarca recordou a candidatura do município da cobertura de 60 por cento da zona de Pinheiro da Bemposta, projeto esse que foi aprovado. “Recebemos essa notícia com satisfação”, declarou. “Estavam previstas algumas pavimentações e já falei com algumas pessoas na freguesia a explicar que as empreitadas foram suspensas para que se concretize primeiro a rede de saneamento. Todos compreendem a situação e sabem que é uma decisão racional”. Em relação à rede viária, a jovem autarca enfatizou que tem sido feito um “importante investimento” nas três freguesias nos últimos quatro anos. “Unimos esforços com o município sempre que possível para podermos chegar a mais pessoas e criar condições de segurança e qualidade de vida. Claro que há lugares que ainda não conseguimos chegar e há pessoas que não estão satisfeitas”, sublinhou. “Um dia, chegaremos lá”, garantiu, confiante.