Pata Negra reabriu e aposta em esplanada

Restaurante aproveitou o encerramento para fazer obras

0
47

O tempo em que esteve encerrado devido à Covid-19 permitiu à gerência do Restaurante Pata Negra, em Ul, investir em obras de remodelação e apresentar-se agora com um ar mais moderno e atraente e, sobretudo, com um espaço novo: uma esplanada.

Ana Catelas

As obras de remodelação realizadas no restaurante Pata Negra mereceram os elogios de todos os convidados, entre empresários oliveirenses, e não só, e cantores portugueses, no evento que assinalou a inauguração dos melhoramentos, que decorreram ao longo de quase três meses. A esplanada apresenta um bar de apoio para melhor servir os clientes. “Pretendemos dar melhores condições aos nossos clientes e ter o melhor serviço possível”, explicou o proprietário Manuel Valente, revelando que “95 por cento” dos seus clientes são provenientes de fora do concelho de Oliveira de Azeméis. Encerrado desde o dia 15 de janeiro, o Pata Negra reabriu portas no passado dia 19 de abril. Manuel Valente reconheceu que “foram tempos difíceis”, mas revela confiança no futuro. “Esperamos poder trabalhar a partir de agora. A recuperação vai ser devagarinho”, afirmou o proprietário do espaço, que encerra apenas à segunda-feira para descanso do pessoal.
O restaurante continua a ser conhecido pela tradicional fêvera a metro, pelas carnes maturadas de “alta excelência” e também pela paella.

 

“É um investimento muito importante, porque ajuda a requalificar este espaço. É gratificante, num contexto tão difícil como este, ver empresários da restauração a investir, dando assim um sinal de confiança e de esperança no futuro.”.
Joaquim Jorge, presidente da Câmara Municipal

 

“O local ficou muito bem, é um lugar maravilhoso, foram criadas condições para eventos de várias ordens. É um dos lugares mais aprazíveis na área da restauração em O. Azeméis”
Luís Filipe Oliveira, advogado

 

 

“Esta casa foi uma surpresa e já dei os parabéns aos proprietários, porque é um espaço muito agradável. É uma mais-valia para o concelho”.
Domingos José, provedor da Misericórdia de Cucujães

 

 

“Estou muito contente por estar no Pata Negra e por estar entre amigos. Espero que esta pandemia se vá embora e que nos voltemos a encontrar nas grandes festas de La Salette, onde já fui vários anos e gostava de voltar”.
Quim Barreiros, cantor

 

“Além de ter muitos fãs aqui, eu sou muito amigo do patrão desta casa. É com imenso prazer que cá estou, é uma casa excelente”.
Zé Amaro, cantor

 

 

“Conheço muito bem esta terra. Pelo que vi e pelo que provei nota-se que é um restaurante com uma cozinha muito boa”.
Augusto Canário, cantor

 

 

“É um espaço cinco estrelas, muito acolhedor e espero que o Manuel Valente tenha muito sucesso nesta etapa. Nesta casa, todos os pratos são muito bons”.
Paulo Santos, empresário