“Passamos o Natal com a nossa segunda família”

0
19

A área de atuação da responsabilidade dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis tem cerca de 54.200 habitantes e cerca de 127 quilómetros quadrados, o que corresponde a 79 por cento do concelho. Apesar de não terem capa, estes profissionais são os heróis que trabalham todos os dias para que a população esteja segura. Este ano, como será o Natal destes bombeiros?

A pandemia pode ter mudado muita coisa ao longo deste ano, mas a dedicação dos bombeiros mantém-se firme. “Vamos continuar a prestar socorro à comunidade oliveirense dentro das nossas capacidades tanto a nível de recursos humanos como a nível técnico”, garantiu o comandante da corporação oliveirense, António Justino. “Temos de continuar a dar melhores condições aos nossos bombeiros a nível de veículos, formação, instalações e equipamentos”, continuou, acrescentando que estes fatores só são possíveis de proporcionar graças ao trabalho da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis.
A recolha de donativos de Natal deste ano será diferente (ver caixa), assim como a Festa da Criança, um evento exclusivo onde são distribuídas prendas para os filhos dos bombeiros. “Este ano, encontramo-nos perante uma situação diferente. A pandemia mudou tudo, mas há coisas que podem ser feitas”, sublinhou o chefe José Fernando dos Santos. “De forma preservar a segurança de todos, este ano não faremos a recolha porta a porta”, esclareceu.
Foi com convicção que a oficial Ana Moreira falou do apoio da população oliveirense, que descreve como “generosa”, assim como o papel fundamental das empresas. “As pessoas percebem o nosso trabalho e as dificuldades pelas quais passamos”, reconheceu, dando como exemplo a suspensão da escola de Infantes e Cadetes devido à pandemia.
Para o chefe João Jardim, a noite de Consoada não deverá sofrerá qualquer alteração significativa. “Há uma mudança de turno diária e habitual pelas 22h00 e, por norma, temos uma mesa posta com algumas doçarias e iguarias, ofertas de algumas casas de Oliveira de Azeméis”, contou. “Talvez alguns amigos passem por aqui para verem se os nossos doces são melhores do que os deles”, brincou.
Em termos de trabalho, a noite costuma ser “sossegada”. “Este ano, haverá ainda menos movimento devido à situação pandémica”, considerou.

Quer ajudar os Bombeiros de Oliveira de Azeméis?
Os Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis decidiram não efetuar a tradicional recolha porta a porta como tem sido habitual nos anos anteriores por causa da Covid-19, de forma a não exporem os seus voluntários a situações de risco. Para que a população possa manifestar o seu apreço a todos os bombeiros pelos serviços prestados durante o ano, há duas formas possíveis de colaboração. Uma é através da transferência do valor do donativo para o NIB 0010 0000 3573 9940 0039 0, enviando o nome completo, morada, NIF e o comprovativo de transferência para o e-mail comando@bombeirosazemeis.com. A outra forma passa pela entrega direta no quartel da corporação oliveirense.