‘Oliveira de Azeméis Vale Mais’ vai prolongar-se

0
12

O presidente da Associação Comercial dos Conc elhos de Oliveira de Azeméis e Vale de Cambra, Manuel Tavares, apresentou, numa entrevista à Azeméis TV/FM a iniciativa ‘Oliveira de Azeméis Vale Mais’. Esta iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, vai disponibilizar vales aos clientes do comércio tradicional do concelho que podem ser posteriormente trocados numa rede de estabelecimentos aderentes.

No que é que consiste a iniciativa ‘Oliveira de Azeméis Vale Mais’?
“É uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis e que conta com a colaboração da Associação Comercial, uma vez que se trata do comércio tradicional. É uma forma de promover o nosso comércio e também de apoiar um dos setores mais afetados pela pandemia Covid-19: a restauração”.

Como funciona?
“O município vai disponibilizar vouchers aos clientes do comércio tradicional do concelho que apresentarem os seus comprovativos de compra, com número de contribuinte. Inicialmente estava previsto até 31 de julho, mas vai ser prolongado até 31 de outubro. Os clientes que juntarem um total de 200 euros em compras no comércio local terão direito a um vale de 20 euros. Aqui produtos como tabaco ou produtos de farmácia não entram. Os tickets de restauração também não estão incluídos porque depois os vales emitidos vão beneficiar a restauração. Esses vouchers vão poder ser descontados na restauração e uma percentagem nos serviços da câmara como a piscina ou o estacionamento. Os estabelecimentos aderentes podem receber os vouchers até 31 de dezembro de 2021 e o registo para a participação pode ser feito online sem qualquer custo”.
Como está a ser a adesão até ao momento?
“No que diz respeito à Associação Comercial, temos cerca de quatro dezenas de estabelecimentos que aderiram e que já foram entregues ao Gabinete de Apoio ao Empresário para que entrem em contacto com eles para a legalização dessa inscrição. O comprador também tem que refletir que está a comprar na sua terra e, por isso, faço um apelo aos munícipes que comprem no comércio local e coloquem o número de contribuinte nas suas futuras. Alguns municípios olham para estas iniciativas e questionam-se por que é que não têm nada disto nos seus concelhos. Esta iniciativa andou aqui um bocadinho em ‘banho maria’, mas espero que tenha um final positivo. Temos informado os nossos associados e deixado cartazes nos estabelecimentos para que incentivem os seus clientes. Apelo a que, também eles, expliquem a iniciativa aos clientes.

Restaurantes queixam-se da falta de divulgação
“Não conheço a iniciativa, nem nunca ouvi falar”
Fátima Andrade, Restaurante Maranata, Oliveira de Azeméis

“Sobre essa iniciativa, não conheço, nem fomos abordados”
Idílio Resende, Restaurante Retiro da Cerca, Oliveira de Azeméis

“Já fomos abordados e já estamos inscritos. Tudo o que seja para ajudar os comércios locais é bem vindo”
Luís Duarte, restaurante Praça da Cidade, Oliveira de Azeméis

“Não temos conhecimento relativamente à iniciativa”
Fábio Valente, Restaurante El Pata Negra, Ul

“Eu já fui abordada, mas ainda não voltamos a falar sobre o assunto. Não fui contactada, mas também eu não contactei”
Fátima Monte, O Alpendre da Devesa, Macinhata da Seixa

“Li qualquer coisa sobre isso, mas não sei quais são os procedimentos. Não fomos informados”
António Sousa, Brasão de Azeméis, Santiago de Riba-Ul

“A associação já nos contactou e ficou de transmitir à câmara, portanto vamos aderir. É uma boa iniciativa e é de louvar o esforço da câmara para promover o consumo no comércio local e na restauração”
João Ribeiro, Restaurante Lindolfo, Cesar

“Tenho conhecimento da iniciativa mas só ouvi falar. Se de facto funcionar bem, terei todo o gosto em participar”
Janete Weber, Restaurante Pouso Alto, Oliveira de Azeméis

“Estamos inscritos para participar. Nos tempos que correm, com a pandemia e tudo mais, é uma mais valia para os restaurantes, principalmente depois para a época baixa”
Filipe Morgado, Restaurante D. Filipe, Oliveira de Azeméis

“É uma boa iniciativa mas falta divulgação, ninguém diz nada. A câmara tem que divulgar mais”
Luís Pinho, Restaurante Casarão, Cesar

“A Associação Comercial falou comigo e eu disse que sim, no entanto nunca mais deram informações sobre esta iniciativa. Tudo o que beneficiar a restauração é uma mais valia”
Amadeu Castro, Restaurante Quinta do Barão, em Loureiro

“Quis aderir porque tudo o que ajudar a restauração é bom, mesmo para chamar novos clientes. A intenção é boa, mas a divulgação tem sido muito pouca”
Aníbal Almeida, Restaurante Adega Mota, Oliveira de Azeméis.