Oliveira de Azeméis vai ter um campus universitário

> Investimento será candidato a fundos comunitários

0
10

Na sequência da visita às instalações da Escola Superior Aveiro Norte (ESAN), o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), António Cunha, ficou a conhecer o projeto para a construção de um novo campus universitário, que está a ser liderado pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis e a Universidade de Aveiro.
“Atualmente, a escola não comporta mais espaço para a atividade, precisamos de expandir”, declarou o diretor da ESAN, Martinho Oliveira. Outro fator também apontado pelo responsável foi a inexistência de estruturas de apoio aos alunos, nomeadamente cantinas e residências.
O projeto foi então apresentado aos dirigentes da Universidade de Aveiro e ao presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, que também acompanharam a visita de António Cunha. “A presença da escola e da universidade é tripartida”, afirmou o diretor da ESAN, esclarecendo que o investimento “só é possível perante os interesses da universidade, da região e da Câmara Municipal”.
Prevê-se que o campus — que deverá implicar um investimento a rondar os 50 milhões de euros — seja construído na área adjacente às instalações da ESAN e que os dez edifícios projetados comportem um conjunto de respostas inovadoras, empreendedoras, onde será possível fazer testagem de produtos e instalar incubadoras de startups e growups para servirem o tecido económico da região. O projeto inclui, ainda, uma residência para os estudantes. Esta previsão estratégica pretende “afirmar a competitividade da região no futuro e transmitir o conhecimento necessário a um território com uma forte dinâmica social e económica, com um peso forte nas exportações nacionais”, disse o presi, Joaquim Jorge, aquando da visita. O autarca anunciou, em parceria com a Universidade de Aveiro, a candidatura a fundos comunitários do programa Estratégia 2030 apresentado pela CCDR-N.