“Nunca aceitamos a agregação”

MAIORIA DA POPULAÇÃO NOGUEIRENSE NÃO VÊ BENEFÍCIOS NA UNIÃO DAS FREGUESIAS

0
18

Perante a vontade assumida pelo Governo em mexer, no tempo da Troika, no mapa de freguesias, o Correio de Azeméis foi até Nogueira do Cravo para saber a opinião dos nogueirenses relativamente à União de Freguesias Nogueira do Cravo/Pindelo.

Na generalidade, a população da freguesia de Nogueira do Cravo, agora pertencente à União de Freguesias de Nogueira do Cravo e Pindelo, admite que a união não foi favorável, porque “Nogueira está muito parada”, segundo Fernando Aguiar. “Nogueira do Cravo não conta com Pindelo nem Pindelo agrega-se a Nogueira”, confessou José Dias ao explicar que a Junta de Freguesia não impulsionou a unanimidade entre as duas freguesias.
Ainda assim, existem alguns nogueirenses que acreditam que a União será benéfica por se tratarem de freguesias pequenas. “Aquelas freguesias que são realmente pequenas, onde vivem pessoas isoladas, só têm a beneficiar estarem em conjunto”, referiu Carlos Silva, também natural da freguesia em questão.
O presidente da União de Freguesias, Manuel Rebelo, concordou com a população que diz ver mais obra feita na freguesia de Pindelo, mas adiantou que se tratou do compromisso do mandato dos quatros anos, ainda que se façam também obras em Nogueira do Cravo, mas que pela sua dimensão, possam não ser tão percetíveis. “Temos sido incansáveis em tentar procurar resolver problemas tanto em Pindelo como em Nogueira. Eu sou de Nogueira do Cravo, olho muito por Nogueira e olho muito também por Pindelo, enquanto presidente desta União de freguesias” afirmou o autarca ao explicar que, apesar de também ser a favor da independência, tenta fazer o melhor por ambas as freguesias, com aquilo que tem.