Em
Correio de Azeméis

26 Jan 2022

Trabalhar Para Mudar

Bloco de Esquerda

Diogo Barbosa *

Aproxima-se o tempo da decisão relativamente aos destinos do país para os próximos quatro anos. Existem aqui dois pontos que me parecem ser essenciais. O primeiro, é que no próximo dia 30 de janeiro não vamos eleger um primeiro ministro, mas um conjunto de pessoas nas quais confiamos para nos representar. A força do voto é igual para todos nós e temos a responsabilidade de tentarmos eleger quem queremos que defenda as nossas ideias.
O segundo é referente ao rumo que queremos seguir enquanto coletivo. Para aqueles mais indecisos, o rumo a tomar é um rumo à esquerda, de progresso e crescimento social. Se queremos que isso aconteça é necessário regular o trabalho, o motor de qualquer sociedade. Só com um governo verdadeiramente de esquerda é possível travar o avanço da precariedade, basta lembrar que cerca de um quarto dos trabalhadores portugueses têm um vínculo precário, que mais de metade dos jovens que iniciam as suas carreiras profissionais não têm um contrato, passam falsos recibos verdes ou, pior, têm um contrato informal que não lhes garante descontos para as suas reformas. Temos também um excesso de trabalho extraordinário, muitas vezes não pago, o que desmonta completamente a ideia de que em Portugal não se quer trabalhar ou que se trabalha pouco. Aliado a tudo isto, Portugal pratica uma política generalizada de baixos salários. Estes são alguns dos problemas estruturantes que herdámos da Troika e dos quais o PS não se quer livrar. 
Votar à esquerda significa votar em melhores condições de trabalho, significa votar numa força que vai lutar pela aplicação das 35 horas semanais de trabalho no setor público e privado, criando assim mais emprego e garantindo uma melhor qualidade de vida a todas as pessoas. Não podemos continuar a viver para trabalhar, que é e sempre foi o caminho escolhido pela direita, temos que trabalhar para viver e ter qualidade de vida. Não se vai alcançar esse objetivo votando em Rui Rio ou em António Costa.
 * porta voz da Concelhia do BE

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
PETIÇÃO - LIGAÇÃO FERROVIÁRIA DIRETA AO PORTO
31/01/2023
Trabalhar Para Mudar
31/01/2023
Politicamente (in)correto
31/01/2023
Pensar o Futuro
31/01/2023
Contraditório
31/01/2023
Visão de futuro
31/01/2023
Ainda os 100 anos do Correio de Azeméis
31/01/2023
As Pessoas. Certas.
31/01/2023