Sede dos ‘Cravos e Rosas’ remodelada

Ul

No passado sábado, dia 22, a Azeméis TV/FM, esteve acompanhar mais um aniversário do Grupo Folclórico Cravos e Rosas, na freguesia de Ul. Esta comemoração ficou também marcada pela remodelação do espaço da sede da associação. André Cunha, presidente do rancho, e Liliana Tavares, vice-presidente, confessaram o orgulho que sentem pela equipa e pela casa que construíram e, recentemente, pela obra de requalificação do espaço da sede. O objetivo principal da requalificação do espaço foi “intervir na cobertura do edifício, visto já ser antigo e, com alguns problemas de infiltrações. Acabámos por remodelar os isolamentos, a pintura e a parte elétrica. Em altura de pandemia pensámos que seria a melhor altura para interromper as atividades, por questões de segurança e saúde pública, e intervir neste espaço e melhorá-lo. Queríamos construir um edifício de raiz, no entanto investimos na requalificação”, explicou Liliana Tavares. Em relação ao investimento nas obras, foi gasto um total de 42 mil euros, em que 90 por cento desse valor foi pago pelo grupo folclórico, com o trabalho que foi realizando ao longo dos anos. A União de Freguesias de Oliveira de Azeméis, Santiago de Riba Ul, Ul, Macinhata da Seixa e Madail contribuiu com os restantes 10 por cento. A associação está a prever voltar ao ativo, no início de junho, com ensaios às sextas-feiras. Isto irá acontecer no espaço exterior e apenas com vozes, coro e tocata. André Cunha, presidente do rancho, admite se sentir orgulhoso, depois de ver o projeto finalizado e “pensar que o dinheiro do grupo é o dinheiro de muitos ulenses. Ter esse reconhecimento por parte da população é muito bom. Esperemos, em breve, voltar a estar todos juntos e abraçar e ter por perto aqueles que fazem parte desta casa”.   “Esta remodelação está muito bem conseguida. Aproveitaram o tempo certo para realizar as obras. É um grupo muito importante e que leva o nome da nossa cidade a vários cantos do país. Que o regresso seja com muito ânimo, com muita esperança no futuro e que não desistam”. Rui Luzes Cabral, Vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis   “Esta requalificação é fazer futuro. Isto demonstra que as pessoas estão vivas para o associativismo e para a comunidade. Um bem-haja a todos aqueles que contribuíram. Que sejam 32 anos seguidos de um futuro de muito sucesso, cultura e etnografia”. Francisco Silva, Presidente da FAMOA     “Os meus parabéns por esta remodelação. Que continuem a fazer um excelente trabalho e que, rapidamente, possam voltar aos palcos com a sua alegria.” Manuel Alberto, presidente da União de Freguesias de Oliveira de Azeméis   “É um exemplo da dedicação. As obras significam o esforço de um grupo, de uma comunidade que trabalha já há muitos anos. Estamos perante história viva que é testemunho da união de grupo.” Júlio Dinis, Pároco da Freguesia de Ul

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Sub-17 da Oliveirense erguem o troféu de campeões
26/02/2024
“As sondagens têm um papel de condicionar o voto”
26/02/2024
CDU quer distribuição de riqueza
26/02/2024
Carlos Fonseca, o ‘pai’ do teatro oliveirense
26/02/2024
Biografia de Ferreira de Castro apresentada
26/02/2024
UNIR continua em falha
26/02/2024
Lulucabit, um talento oliveirense
26/02/2024
GM Macinhatense irá celebrar 89 anos
26/02/2024
PUB