“Se há clube que eu gosto em Portugal é a Oliveirense”

Desporto

Norberto Alves não esquece o emblema pelo qual foi bicampeão nacional

Ana Catelas

 No final do jogo que ditou o afastamento da Oliveirense e a passagem do Benfica à final, Norberto Alves, técnico agora dos encarnados, salientou que estes confrontos não são fáceis para si e elogiou o clube que conduziu até à conquista do bicampeonato (2017/18 e 2018/19). “Estes são sempre jogos muito estranhos para mim, antes do jogo e depois do jogo é tudo muito estranho. Durante o jogo, ligo o botão da competição e vou”, referiu Norberto Alves em declarações ao Correio de Azeméis, explicando esta sensação com o sentimento que continua a nutrir pelo clube. “Se há clube em Portugal que eu gosto muito é a Oliveirense e depois do jogo são sensações muito estranhas”, disse ainda o treinador, que se mudou, no final da última temporada de Oliveira de Azeméis para Lisboa.
O Benfica afastou a Oliveirense da luta pelo campeonato depois de vencer os três jogos do Play-Off, o que para Norberto Alves acabou por ser uma vitória agridoce. “É, sem dúvida. Tive aqui quatro anos magníficos com gente fantástica”, lembrou o treinador conhecedor da realidade do clube de Oliveira de Azeméis. “Às vezes, as pessoas falam, mas a Oliveirense no basquetebol não tem as condições financeiras dos chamados três grandes e ao contrário do que possam pensar e de algumas críticas que vou lendo, a Oliveirense fez o campeonato possível de acordo com as suas condições financeiras”, concluiu Norberto Alves antes de deixar, na quarta-feira, o Pavilhão Dr. Salvador Machado.
 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
PETIÇÃO - LIGAÇÃO FERROVIÁRIA DIRETA AO PORTO
31/01/2023
Trabalhar Para Mudar
31/01/2023
Politicamente (in)correto
31/01/2023
Pensar o Futuro
31/01/2023
Contraditório
31/01/2023
Visão de futuro
31/01/2023
Ainda os 100 anos do Correio de Azeméis
31/01/2023
As Pessoas. Certas.
31/01/2023