Ruas degradadas motivam queixas

Ossela

A aldeia de São Martinho de Ossela encontra-se com uma rede viária degradada e tem motivado as queixas de vários habitantes. Nesta região situam-se duas casas de agroturismo — Casa da Trapa e Casa da Torre — e, de acordo com fontes de informação destes espaços, ambas concordam que “o mau estado das ruas em volta não se apresenta como uma mais-valia para o negócio, muito pelo contrário”. A pandemia, apontam, é o motivo principal para o decréscimo do turismo rural. No entanto, a falta de sinalização e a degradação das vias que dão acesso a estas casas não facilita a quem é visitante, como reconheceram. “O que se poderia tornar numa vertente atrativa para o concelho, neste momento é um entrave”, referem ainda os responsáveis pelas casas de agroturismo Contactado pelo Correio de Azeméis, o presidente da Junta de Freguesia de Ossela, José Santos, disse estar a par da situação, inclusive que já comunicou a mesma à Câmara Municipal. José Santos adiantou que se encontram à espera de verbas da Câmara para realizar as obras. A prioridade, defende o autarca, serão as ruas que se encontram mais degradadas, nomeadamente na estrada de São Martinho. “Estamos a reunir todos os esforços, juntamente com a Câmara, para resolver a situação”, diz José Santos. Fonte da Câmara Municipal afirmou ter “plena consciência dos constrangimentos e prejuízos que o mau estado da rede viária causa à população e à economia”. Garantindo ter conhecimento do estado de todas as ruas do concelho, a mesma fonte garantiu que foi feito “um investimento sem paralelo de vários milhões de euros na requalificação de centenas de vias”. No entanto, reconhecem haver ainda “muito por fazer”. No caso concreto de Ossela, “será proposta uma parceria para a sua execução, idêntica às já realizadas com outras juntas do concelho, pelo que estas obras só não se realizarão se a junta de freguesia recusar essa parceria.

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Sub-17 da Oliveirense erguem o troféu de campeões
26/02/2024
“As sondagens têm um papel de condicionar o voto”
26/02/2024
CDU quer distribuição de riqueza
26/02/2024
Carlos Fonseca, o ‘pai’ do teatro oliveirense
26/02/2024
Biografia de Ferreira de Castro apresentada
26/02/2024
UNIR continua em falha
26/02/2024
Lulucabit, um talento oliveirense
26/02/2024
GM Macinhatense irá celebrar 89 anos
26/02/2024
PUB