Em
Correio de Azeméis

12 Dec 2022

Quando as terras ficam mais pobres

Destaques Concelho

Aos 96 anos de idade, faleceu o Dr. Fernando Oliveira e Silva.

Aos 96 anos de idade, faleceu o Dr. Fernando Oliveira e Silva.

Filho de um Oficial do Exército, nasceu no lugar de Alviães, da nossa freguesia de Palmaz, oriundo de uma antiga, vasta e respeitada família. 
Foi dos primeiros alunos do nosso extinto Colégio, e aí teve por companheiros, amigos pela vida fora, outros nascidos no ano de 1926, entre eles o Professor Tiago Ferreira Godinho e Abílio Rodrigues dos Santos. 
Formado em Medicina, faria a especialidade em Pneumologia, e no extinto Sanatório D. Manuel II, criado em 1908 por decisão da Rainha Dona Amélia, pioneiro na luta contra a tuberculose, onde exerceu muitos anos, logo aí se revelariam os muitos talentos que o acompanharam pela vida fora. Nessa qualidade assumiu a responsabilidade pelo desaparecido Dispensário, obra notável criada pelo Hospital, então sob a gestão da nossa Misericórdia. Ao jeito da época, e como era então prática da maioria dos médicos da vila, foi um esforçado servidor do nosso Hospital.
Na actividade privada, exercida enquanto a saúde o permitiu, o agora saudoso extinto foi o médico, o amigo, o conselheiro, o amparo e o conforto nos momentos difíceis da vida dos muitos que acorriam ao seu consultório.
Mas para além da actividade profissional, o Dr. Fernando – como carinhosa e respeitosamente todos o tratámos – esteve sempre presente da vida da nossa terra, integrando os corpos directivos de várias instituições, entre elas, o antigo Asilo da Infância Desvalida, actual Centro de Apoio Familiar Pinto de Carvalho, e a Santa Casa da Misericórdia. 
Pelo casamento com a Senhora D. Maria Adélia Falcão de Freitas Oliveira e Silva, ingressaria numa família de reconhecidos médicos, iniciada pelo Dr. António Joaquim de Freitas, republicano assumido que, dois dias após a instauração da República, da varanda dos nossos Paços do Concelho, perante uma enorme multidão, e aos acordes da Banda de Santiago, que tocava “A Portuguesa”, leu o texto da proclamação e hasteou um pano vermelho porque não havia ainda a bandeira oficial. 
A paixão pela Medicina prolongar-se-ia no filho Dr. Ilídio Cardoso de Freitas, outra figura memorável, e deste por aí adiante, nos netos, bisnetos, já trinetos do patriarca Dr. António.
Morreu o Dr. Fernando. Deixa-nos um verdadeiro cidadão, um médico apaixonado, um cavalheiro de esmerada educação, de trato afável, um coração aberto. 
Cumprimentos de pesar à família enlutada.
(Escrito de acordo com 
a anterior ortografia)

Conheço o Dr. Fernando Oliveira e Silva há 70 anos, foi sempre um grande amigo meu. Deixa-me muitas saudades por ser bom homem, um homem que fazia bem à sociedade.
Valdemiro Nunes, (Farmácia Falcão)

Oliveira de Azeméis acaba de perder um dos seus Melhores, uma das suas grandes referências. O Senhor Dr. Fernando decidiu partir.
O Dr. Fernando Oliveira e Silva era muito mais que um Médico, era um cavalheiro, um diplomata e um grande SENHOR na verdadeira acessão da palavra. Médico de gerações, amigo dos pobres e dos que mais precisavam e necessitavam, foi uma pessoa marcante no concelho de Oliveira de Azeméis, que todos sem exceção gostavam de ouvir um conselho ou uma sugestão.
A última vez que estive com o Sr. Dr. Fernando foi na Barbearia Silva onde gostava de ir fazer a barba e cortar o cabelo e onde na despedida me perguntou, como sempre fazia, pelo paizinho e mãezinha e pela família.
É uma noticia triste, muito triste mesmo. Estamos mais pobres e aqui fica um abraço forte para a sua esposa, filhos e restante família. Um cumprimento especial para o Dr. Jorge Oliveira e Silva com quem tenho uma relação mais próxima e neste momento doloroso expresso os meus mais profundos sentimentos.
Homem singular, muito respeitado por toda a comunidade, merece ver perpetuado o seu nome numa artéria da cidade que ele tanto gostava, aqui fica a sugestão para os decisores políticos.
O SENHOR Dr. Fernando será certamente recordado com saudade pela comunidade que tanto gostava da sua maneira de ser e estar na vida.
Gostava entre muitas outras coisa de visitar os seus familiares em Alviães Palmaz onde religiosamente ia aos sábados para uma conversa semanal. Oliveira de Azeméis vê assim partir um dos seus melhores e a minha família perde um amigo que se habitou a respeitar ao longo dos anos.
Descanse em PAZ , SENHOR Dr. Fernando. 
Hermínio Loureiro, ex-presidente da câmara

 

Ambiente de trabalho é “excelente”


Se há segredo para o bom funcionamento de um estabelecimento, a Farmácia Falcão sabe bem qual é o seu. “O ambiente da equipa de trabalho é excelente, funcionando como uma família em que todos sabem as tarefas que têm a desempenhar e onde a satisfação do utente pelos serviços prestados é a sua principal motivação”, declarou o responsável, Fernando Silva. “Acho que, ao longo dos anos desde a sua fundação, a Farmácia Falcão sente-se orgulhosa por tudo o que contribuiu para a saúde dos oliveirenses”, comentou, satisfeito, acrescentando que esta afirmação reflete-se no número de pessoas que recorrem à Farmácia Falcão para a compra dos medicamentos que necessitam. Para o diretor Fernando Oliveira e  Silva, os clientes que recorrem à sua farmácia “confiam” nos seus profissionais e “sabem” que a farmácia “tudo fará para que eles saiam satisfeitos” com o serviço prestado.
(In ‘Correio de Azeméis’ de 02 de março de 2021)

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Jovem de 15 anos atropelada
30/01/2023
‘Carnaval de Pindelo’ promete arrasar
30/01/2023
Hattrick de Martinez na goleada da Oliveirense
30/01/2023
Três pontos garantidos já perto do final
30/01/2023
Homenagem a Henrique Vieira
30/01/2023
Juniores da Oliveirense golearam
30/01/2023
Estoril empresta Serginho à Oliveirense
30/01/2023
Anthony Carter chegou e já mostrou trabalho
30/01/2023