Presidente da câmara municipal fez balanço do primeiro ano do segundo mandato

Concelho

>MAIS DE 6 MILHÕES DE EUROS SERÃO INVESTIDOS NO APOIO À HABITAÇÃO

Dia 7 de novembro, foi o dia escolhido por Joaquim Jorge, presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, para fazer o balanço do primeiro ano do segundo mandato do seu executivo. O grande objetivo passa por “tornar Oliveira de Azeméis num dos melhores concelhos do país para se viver, investir e trabalhar”.  Joaquim Jorge anunciou um investimento de mais de 6 milhões de euros no programa de apoio à habitação. Serão construídas 47 casas e requalificados alguns focos já existentes, como no Bairro de Lações. O objetivo passa por “Integrar pessoas na comunidade através de políticas públicas de apoio ao arrendamento rendas mais acessíveis”. No discurso, o presidente dividiu a estratégia de investimento no concelho em quatro principais dimensões: Educação, Ambiente, requalificação das zonas industriais e reabilitação urbana.

 

A Educação

“Esta requalificação do parque escolar é fundamental. Tínhamos um parque escolar muito degradado, desde o jardim de infância à escola básica. Se quisermos ser ambiciosos podemos ainda falar da Universidade de Sénior. Para além de outras escolas, requalificámos a Escola Ferreira da Silva num investimento muito relevante que prepara a escola para o futuro. Também a requalificação integral da Escola de Fajões está a correr muito bem. Foi feita a remoção do amianto em todas as escolas do concelho”.

 

O ambiente

“Aquilo que mais nos preocupa é a rede de água e a rede de saneamento. Foi elegido por este executivo como sendo o grande desígnio estratégico e é isso que temos vindo a fazer. Desde 2017 e até ao final de 2023 nós teremos investido mais de 15 milhões de euros na expansão das redes de água e saneamento. Com este esforço esperamos ter uma cobertura de 85% na rede de água e 65% na rede de saneamento no final do próximo ano. O que é ainda muito pouco e temos muitos investimentos para fazer. Não há oliveirenses de primeira e oliveirenses de segunda. A nossa obrigação é levar estas redes a todos os sítios onde sejam tecnicamente possível”.

 

Requalificação das zonas industriais

“Temos no nosso concelho uma grande dinâmica industrial, um ambiente de grande empreendedorismo, mas efetivamente por parte das respostas públicas não tem tido o devido acompanhamento e reconhecimento. Este esforço de requalificação das zonas industriais nos próximos anos é absolutamente premente.  Nós já iniciámos esse percurso e fizemo-lo com a requalificação da zona industrial de Oliveira de Azeméis. A zona empresarial de Loureiro também mereceu a nossa atenção. Estamos a falar de cerca de um milhão de euros que foram investidos nestas duas zonas. Estamos neste momento a trabalhar na requalificação da Zona Industrial do Nordeste, Cesar, Carregosa e Fajões e também no projeto da zona Industrial de Nogueira do Cravo e Pindelo. Esperamos ter condições para lançar estas obras no primeiro semestre do próximo ano”.

 

Reabilitação e Regeneração Urbana

“Nós iniciámos em 2017 um plano muito ambicioso de requalificação do edificado público. Nós temos que cuidar do que é nosso. O nosso objetivo é requalificar todos os edifícios públicos degradados. O centro municipal da proteção civil está praticamente pronto. Estamos a trabalhar para lançar de novo a concurso através de uma revisão do projeto da Garagem Justino.  Tínhamos previsto um investimento de 2 milhões de euros para este projeto. As propostas apresentadas ultrapassavam esse valor, daí pedir esta revisão”.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Jovem de 15 anos atropelada
30/01/2023
‘Carnaval de Pindelo’ promete arrasar
30/01/2023
Hattrick de Martinez na goleada da Oliveirense
30/01/2023
Três pontos garantidos já perto do final
30/01/2023
Homenagem a Henrique Vieira
30/01/2023
Juniores da Oliveirense golearam
30/01/2023
Estoril empresta Serginho à Oliveirense
30/01/2023
Anthony Carter chegou e já mostrou trabalho
30/01/2023