Paulo Neves homenageado

Cucujães Freguesias

O escultor cucujanense Paulo Neves foi escolhido, pela organização da Bienal Internacional de Arte de Vila Nova de Gaia, para uma homenagem, na abertura da exposição, que irá decorrer a 17 de abril. Ana Soares A escolha, segundo o artista, prendeu-se com a sua obra e carreira. “Acharam que a minha obra e eu, como artista, deveria ser destacado numa exposição com o meu trabalho”, segundo explicou, em declarações ao Correio de Azeméis. Como o próprio nome indica, este evento realiza-se de dois em dois anos numa fábrica desativada e já vai na quarta edição. Reúne exposições de vários artistas, de diversos estilos, nacionais e internacionais, e desta vez contemplará duas homenagens: ao escultor Paulo Neves e ao pintor Albuquerque Mendes. “Sinto que estou a ficar velho, estas coisas só acontecem quando começamos a ficar velhotes”, brincou Paulo Neves. “Ainda não sei muito bem o que lá vou expor, mas tenho 200 metros quadrados ao meu dispor”, informou, ao avançar que terá a ajuda da sua decoradora, de nacionalidade suíça. O escultor recebeu, também, um convite para participar numa exposição na exibição de arte internacional ‘NordArt’, no norte da cidade de Hamburgo, na Alemanha, para expor algumas das suas peças ao lado de obras de 100 artistas de todo o mundo. “Acho que sou o único português que vai participar nessa grande exposição mundial e aí fiquei também muito contente… participar numa exposição daquelas, 100 escultores do mundo todo”, confessou. Ao que tudo indica, a exposição irá realizar-se em junho. Paulo Neves adiantou, ainda, que lançará um livro, que já está a ser produzido, sobre os seus “40 anos de trabalho”, também este ano. “Vou fazer o lançamento no meu atelier [Couto de Cucujães] e talvez o lance no dia da Nossa Senhora das Neves, a 05 de agosto”, informou.

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Sub-17 da Oliveirense erguem o troféu de campeões
26/02/2024
“As sondagens têm um papel de condicionar o voto”
26/02/2024
CDU quer distribuição de riqueza
26/02/2024
Carlos Fonseca, o ‘pai’ do teatro oliveirense
26/02/2024
Biografia de Ferreira de Castro apresentada
26/02/2024
UNIR continua em falha
26/02/2024
Lulucabit, um talento oliveirense
26/02/2024
GM Macinhatense irá celebrar 89 anos
26/02/2024
PUB