Oliveirense voltou a ser feliz

Destaques Futebol Desporto

No domingo, às 14 horas, a Oliveirense recebe o Nacional no regresso do campeonato ao Estádio Carlos Osório

Vitória escapava desde a primeira jornada

Num jogo em que foi eficaz, a Oliveirense venceu o Tondela e regressou às vitórias que fugiam desde a jornada inaugural do campeonato ao mesmo tempo que infligiu a primeira derrota da temporada ao adversário, que procurava os três pontos para subir ao pódio.

O Tondela entrou mais perigoso no jogo, a ameaçar o golo e Telmo Arcanjo esteve perto de abrir o marcador, mas primeiro viu Ricardo Ribeiro negar-lhe o golo e na recarga o remate saiu à trave. Aos 14’, Pedro Augusto colocou à prova a atenção de Ricardo Ribeiro, que respondeu com uma defesa ao remate perigoso e de longe do médio da casa.

O Tondela estava melhor no jogo, mas a Oliveirense, na primeira vez que conseguiu chegar à baliza de Niasse adiantou-se no marcador. Duarte Duarte teve espaço e rematou para defesa incompleta do guarda-redes, mas Jonata Bastos, no sítio certo, rematou para o fundo das redes.

Mas, num contra-ataque, o Tondela chegou ao empate com Telmo Arcanjo a dar a melhor sequência a um cruzamento de Bebeto.

Pouco depois, num canto a favor da Oliveirense, os jogadores da casa intercetaram a bola e partiram muito rápido para o ataque e Tiago Almeida, na área, a rematar em excelente posição, mas a bola a esbarrar em Rodrigo Borges, que assim evitou o golo.

Com o Tondela a desperdiçar mais uma oportunidade flagrante, do outro lado a Oliveirense a aproveitar da melhor maneira mais uma jogada de ataque. O central Volnei Feltes subiu no terreno com a bola controlada, teve espaço e não hesitou em rematar à entrada da área, a bola bateu no poste e o defesa ainda correu para, na recarga, colocar a Oliveirense novamente na frente do marcador. No último lance da primeira parte, Ricardo Ribeiro ‘voou’ para negar o golo a Manuel Hernando, que cabeceou cheio de intenção.

Após o apito para o intervalo, Arcanjo terá agredido Serginho e foi expulso, deixando o Tondela em inferioridade numérica para a segunda parte.

Em vantagem e a jogar com mais um elemento, a equipa de Fábio Pereira entrou mais confiante para a etapa complementar e manteve a eficácia que revelou nos primeiros 45 minutos. Aos 47’, Vasco Gadelho cruzou para a área, com a bola a passar por vários jogadores das duas equipas até chegar a Serginho que ajeitou e rematou para o terceiro golo da Oliveirense.

Já nos descontos, e depois de Miguel Pereira, de baliza aberta, não ter chegado para a emenda a um cruzamento de Michel Lima, foi Ricardo Ribeiro a negar o golo a Daniel dos Anjos e depois a Marcelo Alves com duas grandes defesas.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
PETIÇÃO - LIGAÇÃO FERROVIÁRIA DIRETA AO PORTO
31/01/2023
Trabalhar Para Mudar
31/01/2023
Politicamente (in)correto
31/01/2023
Pensar o Futuro
31/01/2023
Contraditório
31/01/2023
Visão de futuro
31/01/2023
Ainda os 100 anos do Correio de Azeméis
31/01/2023
As Pessoas. Certas.
31/01/2023