“O Senhor Atletismo deixou marcas muito importantes”

Atletismo Concelho Desporto

O nome de António Pinho foi eternizado no Centro de Treinos da vila de Cucujães durante as comemorações do 45º aniversário da coletividade cucujanense, na manhã do passado sábado. O maior impulsionador destas instalações, sócio número um, treinador, atleta e fundador do NAC foi lembrado com saudades e o seu legado elogiado.   As comemorações do 45º aniversário do Núcleo de Atletismo de Cucujães ficaram marcadas pela atribuição do nome de António Pinho ao Centro de Treinos da vila de Cucujães, uma obra que, segundo os presentes na homenagem, nasceu da vontade e perseverança do fundador e sócio número um do NAC. Na manhã chuvosa do passado sábado foram vários os familiares, amigos, atletas, dirigentes e entidades oficiais que se juntaram no Centro de Treinos para recordar António Pinho no dia em que o NAC assinalou mais um aniversário e precisamente nove meses depois da partida repentina do ‘Senhor Atletismo’, como continua a ser carinhosamente tratado. “É uma justíssima homenagem”, começou por reconhecer o presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis antes de centrar o seu discurso naqueles que considera ser os três sonhos que António Pinho gostaria de ver realizados: a ampliação do Centro de Treinos, a conclusão das obras de requalificação da sede do NAC e continuar a melhorar o atletismo no concelho. “Estamos a trabalhar com a Direção do NAC para honrar estes desejos do António Pinho”, garantiu o presidente da autarquia. O presidente do NAC, Joaquim Correia, ressalvou o papel de António Pinho na fundação e no crescimento da coletividade ao longo destes 45 anos de história, considerando esta uma “singela homenagem” que vai “perpetuar” no tempo a memória do fundador da associação. “Se hoje o NAC comemora 45 anos de vida é a ele que se deve esta longevidade, porque graças ao seu caráter amistoso, à sua generosidade, à sua capacidade de trabalho em equipa (…) foi, ano após ano, conseguindo construir equipas não só vencedoras, mas equipas unidas, que veem no NAC uma segunda família”, destacou o dirigente. António Pinho na toponímia de Cucujães Simão Godinho, presidente da Junta de Freguesia de Cucujães, reconheceu que António Pinho deixou um legado que “orgulha” todos os cucujanenses e destacou o seu contributo não só no atletismo local, mas também a nível nacional. “Foi o impulsionador de muitos campeões”, afirmou o autarca, revelando que o executivo por si liderado na freguesia decidiu atribuir o nome de António Pinho a uma rua de Cucujães. Mais de 800 títulos conquistados António Pinho foi um dos fundadores do NAC há 45 anos. Além de ser o sócio número um, ocupou diversos cargos diretivos e foi também treinador e atleta no emblema cucujanense, tendo conquistado, a nível pessoal, diversos títulos nacionais e levado os seus atletas ao lugar mais alto dos pódios, quer em campeonatos regionais quer em nacionais. A nível pessoal, António Pinho sagrou-se 14 vezes campeão nacional de veteranos, foi 18 vezes campeão nacional de seniores e conquistou 43 títulos de campeão distrital de veteranos. Em provas nacionais foi treinador de Ângelo Araújo (15 títulos), António Araújo (23), Eva Gonçalves (7), Samuel Leal (2), Joaquim Gregório (13) e José Pinho (18), tendo os seis atletas conquistado 78 títulos nacionais em diversos escalões desde juvenis até veteranos. Em provas distritais, António Pinho treinou mais de seis dezenas de atletas, que conquistaram um total de 652 títulos divididos entre os escalões de benjamins até veteranos.  

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Sub-17 da Oliveirense erguem o troféu de campeões
26/02/2024
“As sondagens têm um papel de condicionar o voto”
26/02/2024
CDU quer distribuição de riqueza
26/02/2024
Carlos Fonseca, o ‘pai’ do teatro oliveirense
26/02/2024
Biografia de Ferreira de Castro apresentada
26/02/2024
UNIR continua em falha
26/02/2024
Lulucabit, um talento oliveirense
26/02/2024
GM Macinhatense irá celebrar 89 anos
26/02/2024
PUB