Em
Correio de Azeméis

5 Jul 2022

Finalistas de enfermagem encerraram jornada “brilhante”

Destaques Hipismo

ENCERRAMENTO do 18º curso de enfermagem NA ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE norte da cruz vermelha portuguesa

A Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa dinamizou, no passado sábado, uma cerimónia solene de encerramento do 18º curso da licenciatura em enfermagem. Os estudantes finalistas foram homenageados e reconhecidos num momento emocionante, nostálgico e muito merecido. O presidente do conselho de direção da instituição de ensino Henrique Pereira, referiu que a cerimónia “tem um simbolismo enorme” depois de quatro anos ao lado dos estudantes que encerraram mais um ciclo, desta vez, o académico.

“Esta cerimónia marca o desenvolvimento pessoal e profissional dos nossos estudantes e a entrada deles na profissão, que é um momento muito difícil e desafiador da carreira de enfermagem”, começou por referir Henrique Pereira. 
Henrique Pereira não tem dúvidas que os estudantes finalistas estão aptos e prontos para começar a sua jornada profissional como enfermeiros: “Os nossos estudantes estão espalhados pelo mundo fora e temos as melhores referências deles. Estou convencido e seguro de que com estes que hoje terminam a licenciatura vai acontecer o mesmo. Eles estão devidamente preparados para o exercício da profissão, uma área da saúde muita complexa e desafiante, mas estou seguro que eles a representarão bem, assim como a marca Cruz Vermelha”, referiu o presidente do conselho de direção. 
Para além disso, o docente agradeceu o apoio da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, que ao longo de todos os anos de ensino no concelho, esteve sempre ao lado da instituição como seu “parceiro de eleição”. “São 20 anos de uma atividade profissional que muito nos orgulha. É ao município que muito devemos”, considerou Henrique Pereira. 
A cerimónia solene de encerramento do 18º curso da licenciatura em enfermagem contou, ainda, com uma entrega de prémios “Formação”, com a entrega de diplomas e o juramento que marcou o início da carreira de enfermeiros dos estudantes. As tunas académicas feminina e masculina da Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa, ‘K’Rica Tuna’ e ‘Rapazinhos Tuna’, respetivamente, deram vida e protagonizaram um momento musical. 

“Nenhum de nós é a mesma pessoa que entrou aqui há quatro anos atrás. Vínhamos de camisola vermelha e hoje saímos de farda branca. Todos mudamos, todos crescemos e todos aprendemos coisas novas, e foram quatro anos repletos de muitas experiências, aprendizagens, dores de cabeça e noites sem dormir, sejam a estudar ou nas festas académicas. São momentos e pessoas que vamos levar para a vida. Para os meus colegas, quero dizer-vos que tive o prazer de partilhar este percurso convosco e que apesar de sermos todos diferentes, tínhamos toos um objetivo comum: chegar onde chegamos hoje, e por isso estamos de parabéns. A despedida custa sempre, mas eventualmente os passarinhos têm de voar e sair do ninho. Portanto, o meu desejo para todos é que voem sempre alto, que corram atrás dos vossos sonhos e nunca desistam”. 
João Pereira, presidente da Associação de Estudantes

 

“Estamos todos muito orgulhosos e felizes com o nosso trabalho. Foram dois anos bastante desafiantes para nós, na medida em que apanhamos a parte do covid, e a incerteza de nós finalizarmos o nosso curso era muito grande. No entanto, a escola manteve-se sempre ativa e proativa, conseguiu dinamizar muito bem as coisas, assim como os planos de contingência, e nós hoje estamos aqui a celebrar este momento muito importante para nós. É uma grande realização pessoal e profissional e acho que não vamos ficar por aqui, vamos regressar a esta casa e fazer muito mais que isto. Foi sem dúvida uma boa escolha o curso de enfermagem na Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa porque para além de nos oferecer um grande suporte familiar, são muito amigos, muito acolhedores, e somos muito próximos dos docentes e não docentes (...) Isto é o início de um grande caminho e eu espero que seja bastante produtivo para todos nós”.
Catarina Monteiro, representante dos estudantes

 

“Vocês vão continuar a crescer como pessoas e precisam de continuar a crescer como pessoas. Associadas a isso todas as competências profissionais e todas aquelas transversais que nós tentamos incutir-vos também para serem os melhores enfermeiros e mais bem preparados para os desafios e exigências que nós vivenciamos atualmente (...) Por último tenho de vos cumprimentar a vocês, caríssimos estudantes do 18º curso da licenciatura em enfermagem. É com muita felicidade que vos vejo terminar hoje este ciclo, e de vos ter acompanhado nesta caminhada. Vocês proporcionaram-me muitas aprendizagens e não foram só vocês que cresceram, eu também cresci muito enquanto pessoa e professor. Quero-vos agradecer por esta oportunidade que nos deram e quero dar-vos os parabéns por este caminho que fizemos em conjunto”. 
Ricardo Melo, Coordenador do 1º ciclo de Estudos do CLE

 

“Em primeiro lugar quero dar-vos os parabéns senhores e senhoras enfermeiras. É especialmente bonito a conclusão do curso de enfermagem porque vocês efetivamente se transformam neste dia. É bonito ver-vos a todos de branco. A licenciatura em enfermagem é um caminho que tem alguns espinhos, dificuldades, algumas noites sem dormir (…) Esta escola, além de preparar tecnicamente, tem também este condão de abrir as portas para que vocês saiam para o mundo do trabalho, deixando aqui dentro outra família que construíram ao longo destes quatro anos. É bonito perceber que, sem por em causa as competências técnicas que vocês precisam para serem extraordinários na vossa profissão, a escola vos prepara para uma humanidade de cuidados que é o melhor de ser enfermeiro”. 
Inês Lamego, vereadora da CM de Oliveira de Azeméis

 

 

 

“É bom ver-vos terminar este percurso e de ter tido o privilégio de ter acompanhado o vosso crescimento enquanto estudantes, enquanto pessoas e enquanto enfermeiros.  (…) Ser enfermeiro é compartilhar com os seus pacientes as esperanças, o amor, a vida e as alegrias, as deceções, a solidão e o sofrimento, a angústia e a dor. É dar de si mesmo e com isto crescer. É assumir um compromisso e com ele amadurecer. Senhores enfermeiros, esta escola transmitiu-vos valores que deverão ser a bússola e astrolábio que vos permitiram navegar por mares e oceanos tumultuosos que a profissão vos reserva.”. 
Professora Drª Sónia Novais, presidente do conselho pedagógico 

 

 

 

“Não é destas competências do saber fazer que vos quero falar, mas sim do saber estar e do saber ser. É esta competência que distingue um executor mediano de tarefas e um enfermeiro de excelência. (...) Nunca se esqueçam que as pessoas de quem irão cuidar têm também elas pessoas significativas. São pais, são filhos, são maridos, são esposas, são companheiros e são amigos. Esta pessoa de quem irão cuidar traz consigo uma bagagem, e essa bagagem chama-se vida (…) No momento em que a azáfama e a pressão, a urgência e o tecnicismo vos levar a esquecer isto, vocês não passarão de um executor mediano de tarefas, e eu sei que todos vocês são capazes de ser enfermeiros de excelência”. 
Prof. Drª Isabel Oliveira, vice-presidente do conselho técnico

 

 

“Vocês acabam hoje uma licenciatura em enfermagem, por ventura a melhor licenciatura europeia. Vocês têm o mundo aos vossos pés. No entanto, gostaria de salientar que a escola não acaba hoje. A escola é uma instituição onde reside o conhecimento, e o conselho que eu vos deixo é imitarmos aquilo que as maiores e melhores sociedades mundiais têm, em que os seus profissionais nunca abandonam a escola e continuam a procurar o conhecimento”. 
Ricardo Matos,  pres. do conselho diretivo da DRC da Ordem dos Enfermeiros

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Grupo de Cantares e Romarias de Travanca voltará a atuar no dia 28 de fevereiro
8/02/2023
Carnaval oliveirense terá sete grupos participantes
8/02/2023
Colisão deixou homem de 59 anos ferido
8/02/2023
Idosos evacuados de casa pelos bombeiros
7/02/2023
Derrota no último minuto
6/02/2023
Ossela B volta a ganhar
6/02/2023
Oliveirense meteu a quinta!
6/02/2023
CD Cucujães voltou às vitórias
6/02/2023