Em
Correio de Azeméis

4 Apr 2022

‘Ferreira da Silva’ comemora

Freguesias Cucujães

Dia da luta contra a discriminação racial

No dia 21 de março, dia da Primavera, dia da Poesia, mas também dia da Luta Contra a Discriminação racial, a Biblioteca da Escola Dr. Ferreira da Silva, realizou uma sessão do Programa CES vai à Escola:  “História da Escravatura no Império Português e os seus reflexos no racismo em Portugal”. Com a orientação de Giuseppina Raggi, investigadora no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES) e Hugo Silva, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, esta sessão “teve como enquadramento a atividade dos alunos no âmbito do Projeto Flexibilidade e Autonomia Curricular”, explicou a instituição em declarações ao Correio de Azeméis. . Por sua vez, este projeto aposta na “articulação interdisciplinar vertical e horizontal e numa visão holística do conhecimento”. 
Os alunos do 2º ciclo declamaram e cantaram o poema “Navio Negreiro”, de Castro Alves, enquanto que os alunos do secundário, de Línguas e Humanidades, interpretaram o poema “Primeiro levaram os negros”, de Bertolt Brecht, fizeram um enquadramento teórico e, a partir de um vídeo “O Atlântico dos outros, o fim da escravatura”, refletiram e debateram variadas questões: “Escravo ou pessoa escravizada? Portugal, orgulho ou vergonha do passado esclavagista e colonialista? A escravatura foi efetivamente abolida por decreto? Qual a diferença entre escravatura e trabalho forçado? A sociedade atual é racista? Como compreender o diminuto, quase inexistente, número de pessoas afrodescendentes na Assembleia da República ou no exercício de certas profissões, como, por exemplo, no jornalismo? É importante garantir a presença de afrodescendentes entre os deputados com assento na Assembleia da República?”. A escola considerou a atividade muito “enriquecedora”, uma vez que “possibilitou uma ‘mesa redonda’ de discussão, em torno do racismo na sociedade atual”. 

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Sub-17 da Oliveirense erguem o troféu de campeões
26/02/2024
“As sondagens têm um papel de condicionar o voto”
26/02/2024
CDU quer distribuição de riqueza
26/02/2024
Carlos Fonseca, o ‘pai’ do teatro oliveirense
26/02/2024
Biografia de Ferreira de Castro apresentada
26/02/2024
UNIR continua em falha
26/02/2024
Lulucabit, um talento oliveirense
26/02/2024
GM Macinhatense irá celebrar 89 anos
26/02/2024
PUB