FERPINTA investe 50 milhões em nova fábrica

Loureiro Freguesias

METALOMECÂNICA OLIVEIRENSE VAI INSTALAR-SE EM LOUREIRO EM 2023

A 30 de junho de 1972, a FERPINTA constituiu a sua primeira sociedade por quotas, sediada em Carregosa. O comendador Fernando Pinho Teixeira, que já tinha iniciado a sua atividade profissional na metalomecânica em nome individual, fundou a empresa e hoje partilha o legado com a sua família.


A FERPINTA é um dos “maiores” e “multifacetados” grupos empresariais portugueses. Apesar de ter começado a sua produção apenas na área do aço, a empresa cresceu e diversificou os seus investimentos, pelo que hoje abrange o setor dos equipamentos agrícolas e do turismo, criando aquele que hoje é o Grupo FERPINTA. Em 2000 inaugurou o seu emprendimento túristico, o Hotel ‘Vila Baleira Paradisus, Resort & Spa’, em Porto Santo, na Madeira. Hoje, assume-se como uma das empresas mais competitivas a nível nacional, com “capacidade empreendedora” e de “gestão de negócios”. Nos anos 80 começou a expandir-se internacionalmente e conta, agora, com unidades de produção e distribuição em Portugal, Espanha, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Costa do Marfim e República Democrática do Congo. A FERPINTA prima pela “melhoria constante” e distingue-se pela sua “capacidade de resposta imediata a novos desafios e estratégia de desenvolvimento assente em áreas de reconhecido valor”. Para além disso, assenta a sua estratégia e visão em “medidas sociais e ambientalmente responsáveis”. 
Em agosto de 2021, a FERPINTA adquiriu o pavilhão da Wuhan Industries, na AAE de Ul/ Loureiro. Em declarações ao Correio de Azeméis, a empresa de metalomecânica oliveirense referiu que a instalação em Loureiro tem como objetivo “desenvolver processos produtivos inovadores e robustos, baseados na indústria 4.0, com introdução de novas linhas de corte, associadas a automatismos disruptivos e otimização de fluxos”. “A concretização do investimento alavancará a empresa no setor da metalomecânica pelo reforço da sua posição de player inovado", explicou Fernando Teixeira. Recentemente, foi atribuído à FERPINTA um crédito fiscal de 4,99 milhões de euros e um apoio a fundo perdido do Compete 2020 de 5,99 milhões. 

 

Comendador Fernando Pinho Teixeira distinguido como um dos 20 melhores gestores portugueses
Em 2008, o fundador da FERPINTA, Fernando Pinho Teixeira, foi distinguido como um dos vinte melhores gestores portugueses pela revista “Exame”. O empresário, natural de Arouca, não só é um dos homens mais ricos e poderosos do país como um dos mais respeitados.


Mais prémios de relevo: 
Em 1993, a FERPINTA foi galardoada com o diploma de Melhor Empresa de Metalurgia de Base pela revista de negócios ‘Exame’, distinção que se repetiu em 1995 e 2004; Para além de outros prémios, mais recentemente, em 2021, foi eleita a melhor empresa no setor Metalomecânica e Equipamento, pela revista ‘Exame’; Em 2022, foi distinguida com o prémio de Melhor Empresa no setor da Metalomecânica e Equipamentos, pela revista ‘Exame’

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Grupo de Cantares e Romarias de Travanca voltará a atuar no dia 28 de fevereiro
8/02/2023
Carnaval oliveirense terá sete grupos participantes
8/02/2023
Colisão deixou homem de 59 anos ferido
8/02/2023
Idosos evacuados de casa pelos bombeiros
7/02/2023
Derrota no último minuto
6/02/2023
Ossela B volta a ganhar
6/02/2023
Oliveirense meteu a quinta!
6/02/2023
CD Cucujães voltou às vitórias
6/02/2023