Em
Correio de Azeméis

26 Jun 2022

Exigimos mais respeito!

Bilhete Postal

Eduardo Costa *

Espanha decidiu baixar a taxa de IVA sobre os combustíveis para o valor mínimo de cinco por cento. A eletricidade no país vizinho também tem aplicada a taxa mínima!
Por aqui é como se sabe! O bicho papão não tem coragem para reduzir a receita de impostos. Nem num período excecional de guerra e acelerado aumento dos combustíveis, da eletricidade e do gás. São serviços públicos essenciais e como tal deviam ser taxados.
Já em 2018 cerca de 85 mil portugueses subscreveram uma petição da DECO exigindo essa redução.
Os nossos políticos contam com a tradicional atitude passiva dos portugueses e da sua má memória na hora de escolher quem nos vai governar. Talvez a contar com essa ‘tradição’, governos e oposições fazem ouvidos de mercador! Ou, pior ainda, prometem e não cumprem! E assim vão, cantando e rindo à custa do sofrimento dos portugueses, sobretudo dos mais desfavorecidos. 
Aliás, se a memória não fosse curta, os portugueses lembrar-se-iam que o IVA na eletricidade subiu de 6 para 23 por cento com a chegada da Troika. Conseguimos mandar para casa os burocratas europeus mas os impostos ficaram. Era suposto ser temporário, mas veio para ficar. Habituam-se a tirar dos nossos bolsos, dizem que foi necessário para um período de crise, mas depois concluem que, afinal já estamos habituados a pagar! E assim ficamos. 
Não sei se não protestamos porque somos passivos, ou se é por sabermos que de nada adianta. Não é por isso que vou viver para Espanha, mas fico zangado com a verborreia e o descaramento dos nossos políticos!  
  * jornalista, presidente da Associação  Nacional da Imprensa Regional 
 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
PETIÇÃO - LIGAÇÃO FERROVIÁRIA DIRETA AO PORTO
31/01/2023
Trabalhar Para Mudar
31/01/2023
Politicamente (in)correto
31/01/2023
Pensar o Futuro
31/01/2023
Contraditório
31/01/2023
Visão de futuro
31/01/2023
Ainda os 100 anos do Correio de Azeméis
31/01/2023
As Pessoas. Certas.
31/01/2023