Em
Correio de Azeméis

6 Dec 2022

Escola Livre prepara o centenário

Destaques Desporto Escola Livre de Azeméis

Em dia de aniversário, a Escola Livre distinguiu três sócios: Manuel Sousa e Armando Graça como sócios de mérito e Marcelino Brandão como sócio honorário

Jantar comemorativo do 99º aniversário juntou mais de 140 pessoas

A Escola Livre de Azeméis celebrou com um jantar, realizado na noite de sábado, o seu 99º aniversário, data assinalada dois dias antes. Mais de 140 pessoas, entre atletas, sócios e amigos, marcaram presença nas celebrações.

A Azeméis TV/FM acompanhou o evento em que foi homenageado o passado e começaram a ser desenhadas as ações de comemoração do centenário do clube. A grande novidade da noite foi a apresentação da intenção da direção da Escola Livre lançar um livro que retrate aquilo que foram 100 anos de histórias ao lado dos oliveirenses. 
O vereador do Desporto da câmara municipal, Hélder Simões, enalteceu o “trabalho muito intenso de uma direção que tudo fez para recolocar a Escola Livre no patamar onde deveria estar”, garantindo que “a Escola Livre e a câmara municipal tudo farão para levar os projetos do clube a ‘bom porto’”. Já o presidente da União de Freguesias de Oliveira de Azeméis, Manuel Alberto, realçou a capacidade de “renascer uma escola que se quer livre e presente na nossa comunidade”. Durante o jantar foram homenageados três sócios. Manuel Sousa e Armando Graça como sócios de mérito e Marcelino Brandão como sócio honorário.

“Reunir 147 pessoas enche-nos de orgulho porque percebemos que o clube não está a crescer só desportivamente e está a crescer com simpatizantes. Não há futuro sem ter consideração pelo passado e história da instituição. Entendemos que as homenagens devem ser feitas em vida e não depois de nos deixarem. Fazia sentir reunir esses pioneiros que reergueram o clube na década de 70 e que foram uns heróis”. 
Paulo Martins, presidente da Escola Livre de Azeméis

“A ideia do livro está a pairar desde a primeira eleição desta direção. O desafio foi proposto e começámos a reunir pessoas que poderiam ajudar nesse sentido. Convidámos essas pessoas com a esperança de que aceitassem”. 
Jorge Guerreiro, secretário da direção da Escola Livre de Azeméis   

“Estou satisfeito por ver aqui muito pessoal. Para mim é uma alegria ver a Escola Livre agora com patinagem artística. [Para a construção do pavilhão] tivemos de pedir pelas portas e pelo comércio. Comprar o terreno foi a maior dificuldade”. 
Manuel Sousa, sócio de mérito da Escola Livre de Azeméis um dos grandes obreiros do pavilhão do clube

“Obviamente que, atualmente, num clube desportivo a vertente das camadas de formação é muito importante. É muito importante para a dinâmica até para salvaguardar um pouco o futuro e aquilo que será a parte desportiva dos seniores daqui a alguns anos”. 
Nuno Pires, responsável pelas escolinhas sub-7, sub-9 e sub-11

“Cheguei este ano ao clube. Já tinha passado pela ELA e regressei.  É bom fazer parte desta família num ano em que se vai tornar tão importante. É importante fazer parte desta história”.
Luciana Andrade, secção de  sub-13

“As lições que deram aos miúdos foram muito boas. Eles têm tudo para andar para a frente.  Só precisam de trabalhar. Nós estamos cá para ajudar e lhes dar tudo o que precisam”. 
Pedro Dias, secção de sub-15

“Existem poucos clubes a nível nacional com secção feminina e a Escola Livre é um deles. Em ano de centenário ajuda a engradecer o clube e Oliveira de Azeméis”. 
Víctor Oliveira, responsável pelos seniores femininos

“Tem sido um percurso pautado por muita união, quer das atletas quer dos diretores técnicos. A Escola Livre já teve um escalão feminino há alguns anos, mas ficou esquecido. A formação desta equipa foi um renascer”.
Maria Oliveira, responsável pelos seniores femininos

“Todos nós sabemos que a nível de apoios para o feminino é sempre mais complicado. Elas estão cada vez a dar mais cartas no hóquei em patins. É de louvar as condições disponibilizadas”.
Marco Silva, responsável pelos seniores femininos

“Para mim é um prazer representar a Escola Livre. Aceitei com muito agrado o convite feito pelo Paulo Martins numa altura difícil para a Escola Livre. Fico muito contente por ver todos estes sócios em convívio”.
Júlio Moreira, diretor dos seniores masculinos

“A Escola Livre faz parte da minha vida e pretendo ficar por aqui até ao centenário, pelo menos. O futuro começa a ficar assegurado, não só pelos masters, mas sobretudo pela juventude e pela festa que aqui vemos hoje”.
José Santos, um dos elementos fundadores da equipa de masters 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Jovem de 15 anos atropelada
30/01/2023
José Costa, bombeiro oliveirense, homenageado com mérito profissional pelo Rotary Club de Oliveira de Azeméis
28/01/2023
Dois feridos numa colisão em Macieira de Sarnes
28/01/2023
Serginho é reforço e já treina na Oliveirense
27/01/2023
Cesar recebeu torneio de semirrápidas
27/01/2023
Congresso da Indústria de Moldes regressa a Oliveira de Azeméis
27/01/2023
Homem detido por furto em estabelecimentos comerciais
26/01/2023
Inscrições abertas para o 3º “Street Food & Beer
26/01/2023