Empresários da zona industrial de São Roque descontentes

S. Roque Destaques Freguesias

Conferência Anual de Inovação Empresarial

A Junta de Freguesia de São Roque organizou a primeira edição da CAIE – Conferência Anual de Inovação Empresarial, que se realizou no dia 29 de abril, e reuniu alguns dos empresários do concelho no Auditório da Junta de Freguesia de São Roque.

Empresários da zona industrial de São Roque descontentes
Alguns dos empresários que marcaram presença na Conferência Anual de Inovação Empresarial mostraram o seu descontentamento com a câmara municipal devido às barreiras impostas, que dificultam o desenvolvimento. Inclusive confessaram já ter ponderado abandonar o concelho com os seus negócios. É o caso de Emília Silva, da IPLAZ, que fala em muitas limitações por parte da autarquia, “deviam tirar tanta burocracia, queremos é andar para a frente. Temos uns pavilhões que queremos já fazer há muito tempo e ainda não tivemos aprovação. Hoje pedem uma coisa e amanhã outra, muito complicado…”, atirou em declarações ao Correio de Azeméis. Já José Ribeiro, da JR Moldes, diz que era importante que o presidente da câmara, juntamente com o resto do executivo, tivessem estado presentes no evento e que “nos ajudassem e não criassem tantos entraves ao desenvolvimento. A autarquia é muito importante para ajudar as empresas, nomeadamente com PDM’s, e essencialmente não dificultar a vida às empresas”, testemunhou ao Correio de Azeméis.

 

Com principal foco as empresas e os empresários do tecido empresarial de São Roque, e do concelho em geral, o objetivo passou por trazer para o centro da conversa as empresas e alguns dos principais players do Sistema Nacional de Inovação e pretendeu, acima de tudo, fomentar o crescimento do tecido empresarial.
Rubén Alves, principal impulsionador do evento, explica como surgiu a ideia e a importância de uma iniciativa como esta para a freguesia de São Roque. “Este evento nasce com a necessidade de estra mais próximos das empresas. A freguesia de São Roque tem um elevado número de empresas ligadas principalmente ao setor do calçado e dos moldes e equipa da junta de freguesia, juntamente com o presidente Vitor Andrade, estivemos a debater ideias e percebemos que efetivamente teríamos de nos aproximar mais das empresas e passar por lhes dar um evento, onde as mesmas pudessem ter algumas ferramentas, para depois catapultarem os seus negócios”, esclarece em declarações à Azeméis TV/FM.
Apesar da agenda apertada dos empresários, Ruben Alves, fala numa “adesão bastante positiva” por parte dos mesmos, sendo que têm “mostrado bastante apoio na organização do evento.” Acrescenta ainda que o objetivo será “realizar o evento ano após ano”, sendo que as próximas edições “serão alargadas a todo o concelho”.
“Devemos proporcionar aos nossos empresários algumas ferramentas e acessibilidade de alguns meios que possam utilizar no desenvolvimento das suas empresas. Nesta primeira edição a nossa abordagem foi mais focada na freguesia, contudo, correndo bem, já começamos a pensar alargar ao concelho num todo.”
Vitor Andrade, presidente da Junta de Freguesia de São Roque  

“Só me posso orgulhar de termos um junta de freguesia como esta dinâmica e com esta força. Todos os dias vocês correm atrás da melhoria de processos, da melhoria de recursos humanos (...) quero agradecer também à ESAN que é sempre um parceiro presente em tudo, a par da importância que é ter uma escola como esta no nosso território que dinamiza e potência o ensino superior.”
Inês Lamego, vereadora da câmara municipal

“Estas parcerias são muito importantes porque é algo que nasce numa junta de freguesia. Que gerem um conjunto de empresas muito significativo, e, portanto, quer trazer o que de mais moderno se faz aqui na região, os parceiros que existem e possam efetivamente alavancar a indústria da região. Nesse quadro eu não poderia deixar de estar aqui presente, de maneira a mostrarmos que estamos disponíveis a ajudar as empresas da região e aqui de São Roque.”
Martinho Olivieira, professor da ESAN (Escola Superior Aveiro Norte)   

“Do ponto de vista da AECOA é importante perceber que todos estes contributos, que já a nível do próprio poder político que integram na sua equação o desenvolvimento da economia e relações de proximidade com os seus empresários. Oliveira de Azeméis é um concelho que é extremamente dinâmico e industrial. Nos últimos 10 anos o concelho aumentou em 50% do sue produto interno. Isto é resultado do trabalho que tem sido feito de uma forma muito séria. (...)”
António Pinto Moreira, presidente da AECOA 

 


 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Marcelo Marques deixou a Oliveirense e assinou pelo Anadia
4/02/2023
Yamagata assume a SAD Oliveirense
4/02/2023
Joaquim Jorge não tem dúvidas: “Mudança para bitola ibérica é a melhor solução”
3/02/2023
Mercado à Moda Antiga “com mais de 100 inscrições”
2/02/2023
Ainda sem garantias Polícia Municipal pode chegar em 2024
2/02/2023
Colisão entre carro e bicicleta deixou uma mulher ferida
2/02/2023
É oficial. Oliveirense apresentou Kazu Miura
1/02/2023
PETIÇÃO - LIGAÇÃO FERROVIÁRIA DIRETA AO PORTO
31/01/2023