Em
Correio de Azeméis

19 Sep 2023

Contraditório

PSD

João Costa *

Finalmente, no ano de 2023, os oliveirenses são agraciados com a conclusão do Teatro Municipal de Oliveira de Azeméis, conclusão que tardava em chegar, mas que por fim concedeu ao concelho um espaço renovado, mais atraente, polivalente, dotado de novas ferramentas, mas que recebe uma responsabilidade acrescida quanto à sua programação.
Apesar da conclusão, a sua inauguração tem vindo a ser adiada inúmeras vezes, ansiando os Oliveirenses por finalmente poderem apreciar de perto este edifício emblemático, que até ao momento só o conseguiram fazer através de fotografias.
É sabido que só depois da auditoria, a realizar pelo IGAC, tal acontecimento será efetuado, no entanto já foram realizados um evento da CEFAMOL, o qual o executivo apelidou de “evento piloto”, seguido do Concurso “Terras de La Salette”, o que me leva a perguntar como tal foi possível, não estando o equipamento devidamente licenciado para tal. Esperemos que não tenha sido para cumprimento de calendário, de forma que a Câmara Municipal não ficasse mal vista para com outras entidades de importância estratégica.
Apesar de tudo, aquele espaço tão imponente visto de fora trará, decerto, desafios para o futuro, desafios esses que o executivo já explicou, embora que por alto, como irão acontecer. Tal passa pela contratação de um programador cultural que irá ter a tarefa de articular a atividade cultural, não só do teatro, mas sim de todo o concelho.
Na minha perspetiva, este era um agente cultural há muito necessário na cidade, no entanto atiça-me a curiosidade a forma de como tal está a ser processado, uma vez que nenhum concurso foi aberto.
Como poderá a câmara municipal saber quem contratar e auferir as propostas de um leque vasto de pessoas ligadas às artes, se não dá oportunidade a todos de o puderem fazer, até mesmo a possíveis oliveirenses interessados?
Nos últimos anos, Azeméis (quase que) é cultura, resta-nos por isso esperar que tal se inverta, pois, um concelho sem cultura é um concelho sem futuro.

  * Vice-Presidente JSD Oliveira de Azeméis
 

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Sub-17 da Oliveirense erguem o troféu de campeões
26/02/2024
“As sondagens têm um papel de condicionar o voto”
26/02/2024
CDU quer distribuição de riqueza
26/02/2024
Carlos Fonseca, o ‘pai’ do teatro oliveirense
26/02/2024
Biografia de Ferreira de Castro apresentada
26/02/2024
UNIR continua em falha
26/02/2024
Lulucabit, um talento oliveirense
26/02/2024
GM Macinhatense irá celebrar 89 anos
26/02/2024
PUB