Contraditório

PSD

Nuno Pires *

O Valor da História !
O falecimento de um antigo Presidente de Câmara Municipal é sempre um momento de consternação, mas também de reconhecimento pelos serviços públicos prestados à sua comunidade num determinado tempo.

É isso mesmo que determina o Regulamento Municipal das Distinções Honoríficas e do Cerimonial do Município de Oliveira de Azeméis curiosamente proposto e aprovado pelo atual Presidente de Câmara Municipal, onde no seu artigo 48º, 49º e 50º fala sobre o Luto Municipal e onde diz expressamente que o mesmo deve ser decretado pelo óbito de um ex-Presidente de CM.
Desde que Joaquim Jorge assumiu a liderança da nossa Câmara Municipal, pereceram os antigos Presidentes; Ramiro Alegria, Flávio Laranjeira, Ápio Assunção, Ângelo Azevedo e Licinio Vieira Dias e em nenhum deles o município decretou o Luto Municipal numa clara falta de respeito pelos falecidos e suas famílias, mas também por todos os Oliveirenses que entendem que a CM deve em primeiro lugar cumprir os regulamentos que tem, e em segundo reconhecer e homenagear os seus.
Ainda não consegui perceber se estes “esquecimentos” são apenas uma falta de respeito institucional, ou uma tentativa de acerto de contas com o passado do actual Presidente Joaquim Jorge, mas o que não posso deixar de dizer é que lamento profundamente este comportamento.
Infelizmente o sucessivo esquecimento e desvalorização deste ato leva-me a crer que tal situação não é apenas um erro, é uma clara vontade política que demonstra uma falta de Respeito pela História, de Respeito pelo Passado e de Respeito Pelas Pessoas.
Por isso mesmo na qualidade de Presidente da Comissão Política do Partido Social Democrata de Oliveira de Azeméis, mas também enquanto Oliveirense
expresso o meu descontentamento com este desrespeito.. 
* Presidente Comissão Política do PSD

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
PETIÇÃO - LIGAÇÃO FERROVIÁRIA DIRETA AO PORTO
31/01/2023
Trabalhar Para Mudar
31/01/2023
Politicamente (in)correto
31/01/2023
Pensar o Futuro
31/01/2023
Contraditório
31/01/2023
Visão de futuro
31/01/2023
Ainda os 100 anos do Correio de Azeméis
31/01/2023
As Pessoas. Certas.
31/01/2023