Contraditório

PSD

José Campos *

Era uma vez um concelho onde tudo e mais alguma coisa era anunciado com pompa e circunstância. Esse concelho chamava-se Oliveira de Azeméis. 
Se, no início, esses anúncios até eram olhados com interesse e curiosidade, à medida que os anos foram passando, esses anúncios foram-se traduzindo apenas em atrasos e novas datas de conclusão, em propaganda e em adiamentos sucessivos na tomada de decisões. Consequentemente, os seus habitantes começaram a ter noção da falta de rigor do executivo camarário e da ausência de desenvolvimento do concelho, começando a perceber que afinal esta história que lhes contaram e que parecia tão bonita e ideal, não era, nem de longe nem de perto, real.
As piscinas municipais deixaram de funcionar, precisavam de obras, estão encerradas há meses. Inicialmente abririam no início de 2022, mas agora só no início do próximo ano letivo se prevê a sua reabertura.
A reabilitação das zonas industriais do concelho, que tiveram direito a anúncios de investimentos de milhões de euros para 2020 e 2021, continua a ser uma utopia e, em meados de 2022, as infraestruturas continuam impróprias para consumo, isto é, continuam completamente inadequadas para o desenvolvimento industrial que o concelho precisa e merece.
O fórum municipal (a Casa Sequeira Monterroso) teve direito ao lançamento da primeira pedra em maio de 2021, mas, entretanto, as obras pararam, recomeçaram agora, e os atrasos nos prazos bem como a derrapagem orçamental, são as únicas realidades que vemos.
Depois, havia ainda uma Praça Maior, já lá vão quase 5 anos… havia no papel, mas na realidade até agora nem vê-la…
E havia ainda um novo parque urbano, já lá vão quase 5 anos e uns largos milhares gastos, havia no papel, mas na realidade até agora nem vê-lo…
E era para haver também uma reabilitação urbana da nossa cidade que potenciasse o seu desenvolvimento e atratividade, havia… mas até agora nem vê-la…
E era para haver um centro cívico em cada uma das nossas 19 freguesias, era para haver, mas não há…
No final desta história, os habitantes de Oliveira de Azeméis certamente perceberam que o importante era haver uma valorização das pessoas do concelho, mas afinal…não há.
E assim, esta bela história que dura há quase 5 anos, é como diz o povo - é uma história de muita parra e pouca uva.
* Presidente da Comissão Política Concelhia  do PSD

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
PETIÇÃO - LIGAÇÃO FERROVIÁRIA DIRETA AO PORTO
31/01/2023
Trabalhar Para Mudar
31/01/2023
Politicamente (in)correto
31/01/2023
Pensar o Futuro
31/01/2023
Contraditório
31/01/2023
Visão de futuro
31/01/2023
Ainda os 100 anos do Correio de Azeméis
31/01/2023
As Pessoas. Certas.
31/01/2023