Celebrações em plenitude com novidades por todo o parque

Destaques Concelho

Escassez de fundos não impediu manutenção das tradições

Conjuntura financeira obrigou a opções poupadas, mas alinhadas com a história. Coletividades oliveirenses são as principais beneficiadoras.

Samuel Santos

As festas em honra de Nossa Senhora de La Salette regressam ao formato tradicional, após duas edições atípicas. Entre inúmeras atividades culturais, artísticas e desportivas, as festividades vão voltar a ser inauguradas pela Procissão das Velas, como manda a tradição, unindo os fiéis no trilho pedestre entre a capela e a Igreja Matriz de Oliveira de Azeméis. O retomar das dinâmicas pré-pandemia gera expectativa no presidente da Associação de Festas, Manuel Tavares Peixoto, que aguarda extensas romarias. Apesar do entusiasmo, o dirigente admite preocupação quanto aos escassos fundos angariados no peditório anual, em resultado das dificuldades económicas das famílias e empresas. Ainda assim, ressalva, o subsídio atribuído pela Câmara Municipal, que pode chegar aos 50 mil euros, garante o cartaz delineado. Manuel Tavares Peixoto estima que o orçamento ronde os 70 mil euros, contando ainda com receitas publicitárias e o aluguer de espaços no parque.
O brilhantismo noturno está ao encargo da empresa Iluminações Correia, sediada na freguesia de Pindelo, que apresentou o orçamento mais poupado. O presidente da associação festiva revelou alguns mosaicos: “em torno da capela estão montadas quatro torres e optamos por aplicar as laterais viradas para o lago, a fim de a cor ser refletida na água”. Inferior ao custo em 2021, a instalação de luz vai subtrair cerca de 12 mil euros do orçamento previsto. Quanto ao espetáculo pirotécnico, agendado para 14 e 15 de agosto, o investimento de sete mil euros permitiu apostar “num fogo-de-artifício mais vistoso”.
Outra novidade relaciona-se com a introdução de espaços afetos a coletividades de Oliveira de Azeméis. A dinâmica, em estreia, pressupõe um sistema rotativo, e os convites foram aceites pelas Padeirinhas d’Ul, pela Escola Livre de Azeméis e pelo Desafio d’Arte. Abaixo das Farturas Couto, e em detrimento dos feirantes de roupa, vão surgir as referidas “barraquinhas”. O presidente da associação promotora, Manuel Tavares, esclarece que a medida tem por objetivo valorizar o comércio local e preservar a génese das celebrações.

Trilho inalterado após reforço da segurança
O Grande Prémio de Atletismo, agendado para a manhã de 7 de agosto, vai manter o trilho circular entre o parque de La Salette, Bustelo e Pindelo. Uma vez que parte do percurso é corrido entre zonas habitacionais, Manuel Tavares Peixoto garante que a prova vai obrigar ao corte de trânsito e à instalação de barreiras. A alteração do mapa foi ponderada, mas este terminou intacto, a fim de não desvirtuar o desafio. O Grande Prémio de Atletismo é coorganizado pela Associação de Festas, pela câmara municipal e pelo Grupo Pinheirense.

A renovada face da organização das festas
Desde 2021 que cabe à Associação de Festas em honra de Nossa Senhora de La Salette o planeamento das celebrações. A aprovação dos estatutos revogou a denominação de comissão, dinâmica que pressupunha a partilha de tutela com a Câmara Municipal. Não obstante, o subsídio camarário, que pode chegar a 50 mil euros, mantém-se, a fim de viabilizar a semana festiva. 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
PETIÇÃO - LIGAÇÃO FERROVIÁRIA DIRETA AO PORTO
31/01/2023
Trabalhar Para Mudar
31/01/2023
Politicamente (in)correto
31/01/2023
Pensar o Futuro
31/01/2023
Contraditório
31/01/2023
Visão de futuro
31/01/2023
Ainda os 100 anos do Correio de Azeméis
31/01/2023
As Pessoas. Certas.
31/01/2023