Em
Correio de Azeméis

19 Apr 2022

Azeméis “precisa destes eventos”

Exclusivos

‘MERCADO À MODA ANTIGA’: NÃO REALIZAR FOI A MELHOR OPÇÃO?’ EM DEBATE

Em mais um ‘Politicamente Correto’, a discussão focou-se no ‘Mercado à Moda Antiga’. O evento não se vai realizar pelo terceiro ano consecutivo em Oliveira de Azeméis, pelo que a decisão tomada pela autarquia tem levantado diversas opiniões e polémica. O debate contou com a presença de um representante de cada partido representado na assembleia municipal: do CDS-PP, Jorge Melo Pereira, do PS, Bruno Aragão, do PSD, Nuno Pires, e do CHEGA, Manuel Almeida (o BE não pôde estar presente). 

“Oliveira de Azeméis tem necessidade de promover estes eventos porque são eventos ‘cartaz’ do nosso município. É um fator atrativo para o concelho e dinamizador do comércio, não só através das barraquinhas, mas também, toda a envolvência comercial. Isso não acontecendo, a envolvência da comunidade deixa de existir e a atratividade a pessoas externas, também. Deixamos de ter movimento associativo e de quem nos visita habitualmente nestes eventos (…) Não consigo retirar nenhum fato positivo”. 
Jorge Melo Pereira, CDS-PP

“Passados dois anos de pandemia, acho que se devia realizar o ‘Mercado à Moda Antiga’. Temos o exemplo dos municípios vizinhos, Santa Maria da Feira, Estarreja, Murtosa, entre outros, que estão a voltar com os seus eventos habituais. Em Oliveira de Azeméis vamos continuar a marcar passo, continuar neste marasmo, e a ficar para trás em relação aos outros (…) Não me digam que faltou tempo, porque essa é uma desculpa para a falta de organização”. 
Manuel Almeida, CHEGA

“O ‘Mercado à Moda Antiga’ tem duas características muito importantes: uma que o distingue da maioria dos eventos nacionais e que lhe dá a força que ele tem, que é base associativa (…), outra é o seu efeito recreativo e a forma como procura recriar um período da história. (…) Wsses dois fatores pesaram muito nesta decisão. Passamos do estado de calamidade para o estado de alerta a meio de fevereiro, e foi aí que algumas das medidas foram aliviadas (…) Os dois anos vividos em pandemia abalaram muitas associações que ainda não tiveram tempo de se reoganizar, esse fator pesou muito”. 
Bruno Aragão, PS

“o ‘Mercado à Moda Antiga’ devia ser realizado, por isso acho que o cancelamento foi uma má opção. A conclusão que tiro é que houve uma falta de planeamento por parte da câmara municipal que poderia ter antecipado esta situação e realizar o evento (…) Eu falei com várias coletividades que participam no evento e que não foram chamados a pronunciar-se, porque não houve a preocupação de convocar todas as associações do concelho”. 
Nuno Pires, PSD

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Sub-17 da Oliveirense erguem o troféu de campeões
26/02/2024
“As sondagens têm um papel de condicionar o voto”
26/02/2024
CDU quer distribuição de riqueza
26/02/2024
Carlos Fonseca, o ‘pai’ do teatro oliveirense
26/02/2024
Biografia de Ferreira de Castro apresentada
26/02/2024
UNIR continua em falha
26/02/2024
Lulucabit, um talento oliveirense
26/02/2024
GM Macinhatense irá celebrar 89 anos
26/02/2024
PUB