90 anos do Futebol Clube Cesarense: em tantas vitórias a vitória maior é a do seu longo percurso de nove décadas

Carlos Costa Gomes

Prof. Doutor Carlos Costa Gomes *

Fora do registo habitual deste espaço, as poucas palavras que posso escrever são escassas para dissertar sobre um património humano e institucional que foi, é e será o Futebol Clube Cesarense (FCC). 90 anos de existência marcam o pulsar do Cesarense, mas também a dedicação de tantos, que não foram poucos que altruisticamente deram, e dão, do seu tempo à mais antiga instituição em atividade da Vila de Cesar.

A história do FCC é ímpar na vida de Cesar e na vida de cada cesarense. Provavelmente não haverá família que não tenha tido um dos seus elementos, rapaz ou rapariga - jovem ou adulto, ligados a esta quase centenária instituição. 
A história é longa: estávamos no primeiro dia de janeiro de 1932, quando um grupo de jovens liderados por António Gomes Correia Júnior, um dos fundadores e também o seu primeiro presidente, tornaram uma realidade bem-sucedida a instituição que é o FCC. Destaca-se também o socio n.º 1 Joaquim do Neca - e nele todos os que com ele participaram no início do FFC -, de quem tive o prazer de privar da sua amizade e do seu conhecimento, não só acerca do futebol local, mas também do seu importante contributo que deu a indústria cesarense.
A direção atual do FCC está de parabéns pelo trabalho desportivo, administrativo e cultural. A par da gestão complexa, que é gerir uma instituição como o FCC, a gestão cultural também é fundamental para afirmação do Clube e, para isso, neste ano em que comemora nonagésimo aniversário tem, desde o início do ano utilizado as redes sociais do Clube para contar, através da imagem – fotografia – um pouco, que é muito, da história do Cesarense. Belas e emotivas memórias têm sido recordadas desafiando-nos a viver de modo virtual uma realidade natural e humana. Muitos são os comentários e muito se tem falado pela positiva do FCC. Mais do que as vitórias desportivas, que são muito importantes – pois são estas que dinamizam a instituição – o Cesarense alcançou uma vitória maior que é o seu longo percurso de nove décadas. 
Está anunciada uma exposição sobre o FFC a inaugurar no dia 20 do corrente mês. A fotografia tem lugar privilegiado neste espaço, sem, contudo, deixar de se poder ver outros contributos ligados ao Cesarense. Este trabalho organizado pela Direção que pretende contar a história do Clube, por si só, é já uma iniciativa muito louvável, mas, na minha opinião, deve permanecer durável numa Sala Museu nas instalações do Clube. Todos os que passam pelo Clube, deveriam ter um momento de cultura e formação sobre o património histórico quase centenário do FCC.
* Presidente da Assembleia 
de Freguesia de Cesar

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Mercado à Moda Antiga “com mais de 100 inscrições”
2/02/2023
Ainda sem garantias Polícia Municipal pode chegar em 2024
2/02/2023
Colisão entre carro e bicicleta deixou uma mulher ferida
2/02/2023
É oficial. Oliveirense apresentou Kazu Miura
1/02/2023
PETIÇÃO - LIGAÇÃO FERROVIÁRIA DIRETA AO PORTO
31/01/2023
Trabalhar Para Mudar
31/01/2023
Politicamente (in)correto
31/01/2023
Pensar o Futuro
31/01/2023