Militar da GNR ferido durante perseguição

Suspeitos COLIDIRAM numa VIATURA DA GNR

0
18

Um militar da GNR foi um dos quatro feridos, na sequência de uma colisão frontal entre uma viatura da GNR que intercetava um veículo em fuga na vila de Cucujães, ao final da tarde de sábado, na rua do Mosteiro, perto da Fundação Manuel Brandão.
Segundo declarações ao Correio de Azeméis do capitão Telmo Gomes, da GNR de Oliveira de Azeméis, o acidente deu-se “no âmbito de uma interceção a uma viatura, em que estavam a circular indivíduos suspeitos pela prática de um crime”, avançou. Ao que o jornal apurou, no carro seguiam três indivíduos suspeitos de terem roubado a viatura, no Porto, a serem seguidos pelo destacamento de Lourosa, que terá solicitado a intervenção dos militares cucujanenses. “Encetaram a fuga e quando foi tentada a interceção, eles arremessaram a viatura contra a nossa [onde seguiam dois militares]”, informou o comandante.
Dois dos suspeitos e um dos militares da GNR, com “ferimentos ligeiros”, seguiram para o Hospital S. Sebastião, na Feira. Sabe-se ainda que depois disso, o segundo militar, que também estava na viatura da GNR acidentada, terá ido também fazer exames por apresentar dores corporais. Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis, António Justino, o alerta foi dado perto das 19h00 e mobilizou seis operacionais da corporação, apoiados de três ambulâncias.

Ana Soares