Manuel Tavares é dos músicos mais antigos

0
43

Aos 80 anos, celebrados no passado domingo, o sanroquense Manuel Tavares, residente em Bustelo, é um dos mais antigos músicos da Banda de Música de Santiago da Riba-Ul, contando mais de 60 anos na instituição, uma atividade que o orgulha. É também um dos mais antigos assinantes do Correio de Azeméis.

Trombone é o instrumento que toca na banda, tendo recentemente comprado um acordeão e praticando também nas suas horas vagas, sobretudo depois da suspensão destas atividades. “Todos os dias toco, se houver um dia que não toque, não é dia para mim”, afirmou Manuel Tavares, ao adiantar que “enquanto tiver “Recorda é viver. Meus colegas músicos, espero que nos encontremos e nos passamos juntar de novo em breve”, como ilustrado, referiu Manuel Tavares saúde” não pensa em deixar a sua “querida banda”.

O sanroquense recordou algumas memórias que carrega do tempo que leva da banda, das viagens que fazia por Portugal, mencionando Trás-os-Montes e o Minho como terras que acolhiam bem os músicos. “Agora estamos parados e sinto-me triste”, confessou. Zeloso da sua terra natal, Manuel Tavares estabeleceu-se em Bustelo e dedica-se a embelezar a freguesia através dos seus trabalhos de jardinagem nos canteiros, tarefa que desempenha voluntariamente. “Eu convivo com as plantas, sinto-me feliz por ser assim”, assumiu,  declarando que se sente orgulhoso quando recebe elogios das pessoas que veem o seu trabalho, destacando elogios do presidente da Junta de Freguesia de São Roque, Amaro Simões, e do presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, Joaquim Jorge. “Tenho jardins feitos quase há 50 anos que ainda estão com a mesma relva que eu coloquei”, confirmou, ao esclarecer que se dedicava já à jardinagem quando ainda era sapateiro, a sua arte.