Mais de 60 mil para leite escolar

Análise às compras da câmara de dezembro de 2020

0
3

Entre as muitas compras feitas pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis no mês de dezembro, há algumas cujos números são chamativos. É o caso do fornecimento de leite escolar, da aquisição de artigos de proteção individual para as escolas, do serviço de transportes escolares para o ano letivo 2020/2021 e da aquisição de serviços para a avaliação das parcelas de terreno e elaboração de um projeto de execução de novos arruamentos para a Área de Acolhimento Empresarial de Ul/Loureiro.
Marta Cabral
A autarquia contratou a Caima Transportes, S.A. para a prestação de serviços de transportes escolares em carreiras públicas para o ano letivo de 2020/2021, pelo valor de 175.471,70 euros.
Já no fornecimento de leite escolar, o município contratou a empresa local Lactogal – Produtos Alimentares, S.A. para a aquisição de leite simples, pelo valor global de 18.180,68 euros, e à empresa aveirense Bento e Nascimento, Lda. comprou leite com chocolate (23.568,44 euros), leite sem lactose (1.515,28 euros) e bebidas de soja original (4.124,33 euros), no valor total de 47.388,73 euros. Isto significa que, só em leite escolar, foram gastos 65.569,41 euros.
No que diz respeito à avaliação das parcelas de terreno da Área de Acolhimento Empresarial de Ul/Loureiro, a autarquia contratou os serviços da empresa sanjoanense Planodiagonal – Engenharia, Lda. (15.300 euros) mas, para elaborar o projeto de execução de novos arruamentos desta área, a escolha recaiu sobre a empresa oliveirense Ferreira & Moreira, Arquitetura e Engenharia, Lda. (19.800 euros).

 

Como ser fornecedor da Câmara
Para constar na base de dados municipais para futuras consultas como fornecedor ou prestador de serviços, pode enviar a apresentação da sua empresa ou serviço para o email contratacao@cm-oaz.pt. Recorde-se que o ‘Ajuste Direto’ é um procedimento em que a entidade adjudicante, ou seja, a Câmara Municipal, convida entidades à sua escolha para a apresentação de propostas em relação a um produto ou serviços.

 

Autarquia investiu no ‘Especial de Natal’ do Diário de Aveiro e “recusou” no jornal da terra
Uma das contas que chamou a atenção foi a publicidade feita pela Câmara Municipal no jornal Diário de Aveiro, uma vez que a autarquia oliveirense investiu no seu ‘Especial de Natal’ do ano de 2020 e recusou o convite do jornal Correio de Azeméis. Interrogado, o presidente da Câmara Municipal esclareceu que as respostas existentes no concelho são as “privilegiadas”, mas que não impedem o investimento em outros órgãos se o considerarem necessário. “Não vou seguramente responder à estratégia do Gabinete de Comunicação e Imagem dizendo ao Correio de Azeméis porque é que foi atribuída uma verba ao Diário de Aveiro, porque senão teria de explicar porque entregámos dois mil euros ao Correio de Azeméis no âmbito das medidas de emergência e não a outro órgão de comunicação social”, exemplificou Joaquim Jorge. “Privilegiamos o jornal da nossa terra, que tem variadíssimas vertentes [rádio, imprensa e televisão], mas nada impede o investimento em outros jornais que também façam cobertura jornalística do nosso concelho”, acrescentou. Ouvida a administração do Correio de Azeméis, esta explica que “nada tem contra a Câmara investir em publicidade noutros jornais, como o faz com o Jornal de Notícias e outros órgãos de comunicação social”. Contudo, “lamenta” que num tradicional suplemento de Natal, onde colaboram empresas do concelho e Juntas, a Câmara, convidada a participar neste suplemento, “recusou”, “apesar da insistência”. A administração refere, ainda, que “não é apenas o valor que está em causa, mas também a atitude política de não investir no único jornal da terra apoiando, assim, a sua existência”. “Esta atitude do município não nos incentiva ao esforço enorme que é manter, com dignidade e profissionalismo, um semanário”, afirmou, acrescentando: “Felizmente, o tecido empresarial e as Juntas sempre nos apoiam e são um grande incentivo ao nosso trabalho”.