JOSÉ SANTOS “de consciência tranquila” com o trabalho realizado

Recandidatura a dias de uma decisão

0
30

Prestes a completar dois mandatos a presidir a Junta de Freguesia de Ossela, José Santos afirmou, em entrevista ao Correio de Azeméis, que a decisão quanto à sua possível recandidatura nas próximas Eleições Autárquicas “ainda não está tomada” .
Ainda que já tenha sido convidado pela Comissão Política Concelhia do PSD para encabeçar a lista para um terceiro mandato, o autarca confessou que o motivo para a falta de uma resposta se prende com um motivo pessoal. “Pedi um momento de reflexão e vamos acreditar que não esteja distante a decisão”, afirmou, confirmando que a anunciará em breve.
Sem esquecer que “ainda há muita coisa por fazer até ao final do mandato”, José Santos disse que o seu executivo tem vindo a cumprir aquilo que promete e que, apesar dos contratempos devido à pandemia, têm feito “um bom mandato”, esperando poder concluir ainda algumas obras. “Estou de consciência tranquila que tenho feito o melhor pelos osselenses e continuemos a fazer, de certeza”, declarou, salientando que, quando é eleito, “a camisola é Ossela”, independentemente do partido por que concorre.
A completar 20 anos de serviço na autarquia de Ossela, em que 12 foram como secretário, o autarca recordou o ex-presidente José Alves da Silva, que, disse, foi para si m exemplo. “Foi sempre um presidente presente, sempre soube acarinhar os osselenses e ouvi-los” disse.
“Quer seja dentro ou fora encabeçarei uma homenagem, fica prometido”, concluiu.

Ana Soares

 

Projeto do Centro Interpretativo Ferreira de Castro foi aprovado
O projeto do Centro Interpretativo Ferreira de Castro, no valor de cerca de 198 mil euros, está aprovado numa candidatura “com 80 por cento de fundos comunitários”, no Programa de Desenvolvimento Rural (PDR). O presidente da Junta de Freguesia de Ossela, José Santos, avançou que já foi assinado o termo de aceitação e que “o projeto deverá estar concluído em 2023”.
Esta obra, da autoria do arquiteto oliveirense Rui Lopo, contempla a recuperação da Casa-Museu e mais dois edifícios, para além de toda a envolvente da Quinta Ferreira de Castro, que será aproveitada para zonas de lazer. “É um polo que vai trazer muito a Ossela e ao escritor Ferreira de Castro, vai engrandecer-nos”, referiu o autarca. Algumas das valências serão um salão de exposição permanente, uma cafetaria e um outro salão dedicado a congressos.