Idosas vacinadas há duas semanas estão estáveis

UTENTES DO LAR DE SÃO MIGUEL CONSENTIRAM A TOMA DA VACINA

0
2

Cerca de duas semanas após ter sido administrada a primeira dose da vacina contra a Covid-19 a cerca de 70 idosos e colaboradores do Lar Residencial de São Miguel, o Correio de Azeméis teve a oportunidade de falar com três utentes, que se mostraram bem-dispostas e esperançosas.

Ana Soares

Guiomar Oliveira, de 83 anos, afirmou não ter tido problemas. “É uma injeção, já estava habituada a ser picada, foi uma ligeira dor, mas uma coisa insignificante e passou, não senti nada de anormal”, afirmou. Quando a questionaram se queria tomar a vacina, disse “venha ela rápido” e agora está “à espera da segunda [dose] e de ver o resultado”.
A utente Maria Alda Rocha (84 anos) admitiu que este passo lhe deu “fé e esperança” para ver a situação melhorar. “Já tenho tomado tantas vezes injeções, é mais uma”, comunicou, ao esclarecer que nunca teve um único sintoma, nem na toma, nem depois.
Outro testemunho positivo foi o de Dulce Almeida, que também afirmou não ter sentido nada. “Eu não tinha medo nenhum, com 93 anos, estou por tudo”, declarou, em jeito de brincadeira. Ainda que estejam perto da toma da segunda dose da vacina, as restrições continuam apertadas dentro do lar, que se orgulha de não ter tido nenhum surto e acredita ser este o resultado de todos os cuidados que mantêm. As utentes revelaram que continuam a manter atividades dentro do lar para seu entretenimento, como a renda e as visitas virtuais com os familiares, permitidas devido à oferta de um tablet ao Lar.