Faleceu o fundador do FC Pinheirense

ANTÓNIO DE ALMEIDA DEIXOU O SEU MARCO

0
24

António Henriques de Almeida faleceu a 13 de abril, aos 93 anos, e foi sepultado “na sua amada vila de Pinheiro da Bemposta”, segundo informou a sua filha, Liza Cavilhas de Almeida, em comunicado. Devido à sua vontade em estabelecer um clube de futebol na sua freguesia fundou o Futebol Clube Pinheirense a 15 de abril de 1967.
Além desse feito, António de Almeida foi o sócio número um e membro da Direção da Banda de Música do Pinheiro da Bemposta, antiga Sociedade Musical Harmonia Pinheirense. Ainda atuou em várias obras de teatro com o grupo dramático de Pinheiro da Bemposta e de Alviães. “Algumas das obras mais conhecidas foram ‘A vida de Adão e Eva’ e ‘A vida de Santo António’”, contou Liza Almeida, ao acrescentar ser um “homem com dom da palavra, sempre escolhido para realizar os discursos das diferentes associações nas quais estava envolvido”, afirmou.
O pinheirense era um “católico fervoroso” e foi membro da Liga Eucarística dos Homens e do Exército Azul de Maria. Apaixonado pelas artes, participou no concurso de quadras inéditas dos Jogos Florais Nacionais, ficando entre os primeiros lugares, e influenciou a criação do logótipo do Futebol Clube Pinheirense, como fundador, explicou a filha.
Nos anos 70 emigrou para a Venezuela, por questões de recuperação de saúde da sua filha mais nova e regressou à terra natal, na idade da reforma.

Ana Soares

 

“Desde tenra idade demonstrou uma tendência para as artes. Nos anos 80 desenvolveu o gosto pela pintura a óleo, devido ao seu interesse pela Natureza, em particular aves e flores, tendo criado mais de 300 quadros originais. Realizou várias exposições de pintura em Caracas (Venezuela) e em Portugal. Os seu fãs, amigos e familiares espalharam a sua obra por mais de 20 países. Até à idade da reforma e muito além desta, realizou várias compilações de histórias populares, lendas e contos, orações, poemas, adivinhas, horticultura e jardinagem. Casado duas vezes, e viúvo duas vezes, deixando duas filhas com muitas saudades, que sempre terão orgulho na sua generosidade e exemplo de vida que nos deixou”
Liza CAVILHAS DE Almeida,
Filha da António Henriques de Almeida

“Como presidente do Futebol Clube Pinheirense, quero agradecer ao Sr. António pela fundação do meu clube e clube da minha terra, pois penso que no ano da fundação passaram momentos difíceis, conforme tive o privilégio de conversar com o Sr. António, quando o fui convidar para a inauguração do nosso campo sintético. Obrigado Sr. António por tudo o que fez pelo nosso Futebol Clube Pinheirense como fundador, dirigente e sócio”
Victor Costa, presidente do Futebol Clube Pinheirense 

“O Pinheiro da Bemposta tem hoje uma associação desportiva, o Futebol Clube Pinheirense, com uma importante infraestrutura, traz a esta terra muita gente de fora e leva a outras terras o nome do Pinheiro da Bemposta. É o resultado do trabalho de muita gente, de gerações, de umas poucas pessoas, que sem meios, num tempo em que a participação cívica das populações era muito difícil, tiveram a coragem, a visão, de criar na sua terra um clube de futebol. O Sr. António Henriques de Almeida foi um desses Homens. E já antes era membro da direção da centenária Banda de Música de Pinheiro da Bemposta, já passaram mais de 60 anos. Foi muito digna a atitude dos dirigentes do FCP, de cobrirem a urna que o transportou à última morada, com a bandeira da Associação. Paz à sua alma”
Armindo Nunes, ex-presidente da Junta de Freguesia de Pinheiro da Bemposta e da Banda de Música de Pinheiro da Bemposta