Um homem, de 79 anos, residente em Cesar, foi encontrado sem vida, dentro da sua viatura, no final da tarde de terça-feira passada, na Serra da Freita, em Arouca, em circunstâncias por esclarecer.
Rogério morreu, assim, carbonizado no interior do seu automóvel, um Renault 4 L, que ardeu na totalidade quando estava estacionado junto ao miradouro da estrada nacional que liga a vila de Arouca à Serra da Freita, junto ao antigo radar militar.
Segundo fonte dos Bombeiros Voluntários de Arouca, o alerta foi dado pelas 19h35, tendo os operacionais isolado o perímetro antes de ser acionada a GNR e Polícia Judiciária.
No exterior da viatura, oram encontrados a carta de condução e o cartão de cidadão da vítima mortal, em concreto, a carta de condução e o cartão do cidadão. Através destes documentos foi retirada a identificação do homem, que era natural do concelho de Arouca.
O septuagenário estava reformado, tendo sido motorista de autocarros no serviço internacional de uma empresa de transporte de passageiros, e tinha também trabalhado numa empresa em Cesar.
Fonte da GNR referiu que foram tomadas “todas as diligências necessárias” e chamada a Polícia Judiciária, que está, agora, encarregue de investigar o caso.
O funeral ainda não tem data marcada, tendo em conta a realização das perícias necessárias para apurar os contornos do sucedido.
No passado sábado foi realizada uma missa na Igreja de Cesar em memória do septuagenário.

Comentários