Empresário faleceu “inesperadamente”

0
76

José Dias Cabral partiu aos 85 anos “inesperadamente”, como referiu o filho, Pedro Cabral. Faleceu dia nove deste mês, vítima de uma doença, e deixou uma marca na comunidade oliveirense, pelos vários papéis que desempenhou no concelho.

Tornou-se um empresário reconhecido na área da Construção Civil e Obras Públicas, conduziu com os seus filhos, Serafim e Pedro Cabral, a empresa Cabral&Filhos na freguesia de Travanca. Erguida a pulso, a empresa foi uma referência pelas suas obras patenteadas a nível nacional e além-fronteiras, nomeadamente em países africanos.
Além da sua atividade empresarial, José Dias Cabral foi também um filantropo, sobretudo na freguesia de Travanca, onde edificou o parque de Nossa Senhora das Flores e participou no desenvolvimento do lugar dos Caniços, com a implantação de uma edificação moderna. Presidiu também a autarquia travanquense no mandato de 1985 a 1989, sendo lembrado pelos travanquenses pela sua devoção à freguesia.
Foi sócio fundador e presidente dos Lions Clube de Oliveira de Azeméis, foi igualmente associado fundador da Associação Empresarial do Concelho de Oliveira de Azeméis (AECOA) e foi presidente, por duas vezes, do Futebol Clube Pinheirense.

 

“Foi com pesar que a Junta de Freguesia recebeu a notícia do falecimento de José Dias Cabral, um homem que deixou uma marca forte na nossa comunidade, querido pela população pelas benfeitorias que realizou em Travanca e além Travanca. Esteve à frente dos comandos da Junta de Freguesia de Travanca no mandato de 1985 a 1989. Deixa muitas saudades pela sua personalidade e pelo bem que fez”
Susana Mortágua, presidente da Junta de Freguesia da UF Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz

“Quando cheguei ao Correio de Azeméis nos meus 17 anos, um oliveirense era incontornável. José Dias Cabral, empreiteiro de sucesso de Travanca, sempre comprometido com causas públicas. Dificilmente ouvíamos um “não” da sua boca. Sempre tinha uma palavra amiga, cordial. Depois conheci a família Cabral, a esposa, os filhos, as noras. Uma família unida à volta do exemplo do pai. Andamos juntos pelos EUA, numa deslocação dos Lions, acompanhou-me na fundação da AECOA, que a meu convite foi tesoureiro, e durante muitos anos raras eram as semanas que não partilhássemos algumas palavras. Acompanhei o seu percurso de vida das últimas quatro décadas, nomeadamente como empresário, presidente da Oliveirense, presidente do Lions Clube, diretor da AECOA e assim posso dizer que era um bom Oliveirense, um bom homem, um bom exemplo. Era, acima de tudo, um bom amigo. À família enlutada, sentidas condolências.”
EDUARDO COSTA, diretor

“Em nome do Lions Clube de Oliveira de Azeméis, consternados com a partida do nosso ilustre Companheiro José Dias Cabral, que tanto se dedicou e deu a este Clube, tendo sido Sócio Fundador e Presidente, repetidas vezes. A sua entrega, o carinho e alegria que partilhava com quem com ele privou, será relembrada com muito respeito, carinho, admiração e saudade. Solidarizamo-nos com a dor de toda a família e amigos, neste difícil momento. Descanse em Paz Companheiro e que Deus o acompanhe nesta viagem e porque dizer Adeus é difícil. Dizemos antes que valeu a pena”
Mónica Carvalho, presidente do Lions Clube de O. de Azeméis

“Até sempre José Dias Cabral. Ilustre e reconhecido empresário da Construção Civil e Obras Públicas, partiu deixando mais pobre o concelho de Oliveira de Azeméis em geral e, muito particularmente, a freguesia de Travanca, que lhe era tão querida. Não raras vezes, fomos testemunhos do amor enorme e dedicação à sua terra, num entusiasmo ímpar e eloquente, que o levava a clamar com frequência o tão conhecido adágio popular local: “Travanca (sempre) por riba. Foi um dos empresários signatários da escritura de constituição da Associação Empresarial do Concelho de Oliveira de Azeméis (AECOA), a 13 de julho de 2001(…).
Ocupou o cargo de tesoureiro desde a primeira hora, função que desempenhava com esmero e primor (…). Pessoa simples, de trato fácil, acessível, não raras foram as vezes que nos contagiou com o seu entusiasmo e boa disposição. Por tudo isso e muito mais, que não se consegue expressar por palavras, a AECOA manifesta publicamente o seu eterno reconhecimento e gratidão, e endereça à Família Enlutada as mais sentidas condolências. escanse em Paz, José Dias Cabral”
António Pinto Moreira, diretor executivo da Ass. Empresarial do Concelho de O. Azeméis (AECOA)

“Sr. Cabral foi presidente deste clube nas épocas 1977/1978 e 1978/1979 depois deixou de ser presidente, mas continuando como sócio e sempre pronto para ajudar o clube. Passados 18 anos voltou a ser presidente na época 1997/1998 e 1998/1999. O Futebol Clube Pinheirense agradece toda a dedicação e colaboração que este grande homem, José Dias Cabral, teve para com este clube, enquanto presidente e sócio”
Victor Costa, presidente do Futebol Clube Pinheirense

“Meu Paizinho partiu, assim, inesperadamente! Ficam as memórias do bom pai que foi e a certeza que está sempre comigo. Não o volto a abraçar, não me volta a chamar filho, já não tenho o meu paizinho para beijar, para abraçar, preparar refeições, mas sei que ele está bem e sempre estará comigo. Paizinho vou ter muitas saudades suas e, nesse momento, vou lembrar dos momentos felizes que vivemos. Olhe por mim, por nós e pela Mãezinha. Um dia voltaremos a estar juntos”
Pedro Cabral, filho
(descrição feita na sua página da rede social Facebook)

“Deixou-nos recentemente, vítima de inesperada doença, o Sr. José Dias Cabral. Homem de enorme envergadura social e moral e, simultaneamente, patriarca de uma grande família. A sua partida, deixa vincadas marcas de um enorme empreendedor, que levou longe o nome da freguesia de Travanca e também do concelho de Oliveira de Azeméis. Muito para além da sua vertente empresarial, importa recordar a filantropia e o amor que sempre dedicou à freguesia que o acolheu, e na qual decidiu estabelecer a sede das suas empresas e acomodar carinhosamente o seu agregado familiar. Por tudo quanto nos é possível recordar, que ficará sempre aquém daquilo que, nos é possível dizer, o Sr. José Dias Cabral, deixa gravado na memória de todos os travanquenses, o exemplo de uma devoção ímpar à freguesia, que lhe estará eternamente grata, pelos testemunhos vivos da sua intervenção, que importa reconhecer. Por tudo isto, Travanca, com a sua partida, fica inevitavelmente mais pobre, e os seus exemplos de vida e dedicação à terra deixam uma enorme saudade”
António Santiago, presidente da ‘Turma da Bola’ – Ass. Recreativa e Cultural e Desportiva de Travanca

“José Dias Cabral inclui-se num punhado de dinâmicos empresários travanquenses, da área da construção, que, tendo subido a pulso, alcançaram lugar de prestígio nessa actividade, colaborando sempre generosamente no desenvolvimento da terra que quiseram mais próspera”
António Magalhães,
ex-diretor do Correio de Azeméis

“Foi sempre uma pessoa muito preocupada com o próximo, em dar sem querer algo em troca. No meu percurso profissional foi uma pessoa que me ajudou muito a crescer individualmente e também como membro da sociedade. Foi ele também que me impulsionou a minha entrada no CDS e depois também para as autárquicas aqui, em Travanca. Uma pessoa de bem, que fazia bem sem olhar a quem e que ajudou-me numa fase difícil da minha vida, deu-me a mão. Por tudo isso e muito mais agradeço-lhe do fundo do meu coração e estará sempre comigo num cantinho do meu coração”
Laura Tavares, tesoureira da Junta de Freguesia da UF de P. da Bemposta, Travanca e Palmaz e administrativa na empresa Cabral&Filhos

“Recordar o amigo José Dias Cabral é recordar uma amizade verdadeira, um espirito solidário, um empenho, bem como a iniciativa e partilha nas mais diversas atividades em prol da comunidade mais carenciada. Obrigada por tudo caro José Dias Cabral”
Manuel Lima,
membro do Lions Clube