Eficácia decidiu jogo emotivo

0
8

Depois de ter vencido, na passada quarta-feira, o Valongo (3-4) com golos de Lucas Martinez, João Almeida, Tato Ferruccio e Pedro Moreira, a Oliveirense saiu derrotada da receção, sábado, ao Benfica num grande jogo de hóquei onde apenas faltaram os adeptos.

Apesar da vantagem de dois golos, os encarnados não tiveram uma tarefa fácil, já que a 14’ do final estavam a perder por 3-1 num jogo em que a Oliveirense dominava e desperdiçava também as melhores oportunidades para marcar. Henrique Magalhães abriu o marcador (6’), mas Sergi Aragones empatou ainda na primeira parte após assistência de Eduard Lamas. De livre direto, nem Lucas Ordoñez nem Lucas Martinez conseguiram bater os guarda-redes.
Na segunda parte, o jogo ganhou mais ritmo com ambas as equipas à procura de desfazer a igualdade, mas sempre com a Oliveirense mais perigosa. Até que, no espaço de poucos segundos, Franco Ferrucio — primeiro a finalizar uma jogada de insistência e depois a surgir isolado na cara de Pedro Henriques — colocou o marcador em 3-1. Mas, a reação do Benfica não tardou. Lucas Ordoñez iniciou a recuperação e Nicolia, de livre direto, empatou o jogo.
A partir daqui, o jogo acalmou e do banco do Benfica Alejandro Dominguez ia pedindo paciência quando a Oliveirense trocava a bola. Diogo Rafael (46’) colocou, pela primeira vez, os encarnados em vantagem e, de livre direto, Ordoñez sentenciou a partida.