Só entre 01 e 12 de junho já se verificaram “oito descargas anómalas” no rio Caima, informou a Associação de Municípios Terras Santa Maria ao Correio de Azeméis. “Gravidade da situação”, refere a entidade, justifica o reforço “da atuação de fiscalização”.

 

Leia mais na próxima edição, às terças-feiras nas bancas.