Desabamento de parede provocou duas mortes

> obra foi licenciada pela autarquia de vale de cambra

0
13

Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas, uma em estado grave na sequência do desabamento de uma parede numa obra de reabilitação de um prédio, em Vale de Cambra, na passada manhã de sexta-feira. Uma das vítimas mortais, Paulo Pinho, morreu no local e a outra, Januario Sousa, ainda foi transferida, com vida e em estado grave, para o Hospital de Vila Nova de Gaia, a par dos outros dois feridos. Acabou por falecer no passado domingo.
Paulo Pinho tinha 46 anos, era pedreiro e deixou a mulher e uma filha de 17 anos. Trabalhava há uma década para uma empresa que procedia aos trabalhos. Januario Sousa tinha 58 anos e não resistiu aos ferimentos. Devido ao desabamento, a estrada de ligação de Vale de Cambra a Sever do Vouga esteve cortada no lugar do Castelo durante duas horas. Segundo o presidente da Câmara de Vale de Cambra, José Pinheiro, ruiu parte da fachada de um edifício em requalificação numa obra que estava licenciada pela autarquia.