Contraditório

0
11

Oliveirenses,
Quando me apresentei aos militantes como candidato à liderança do PSD em Oliveira de Azeméis afirmei uma missão agregadora, reformista e de renovação. Personalista, porque pretende unir muitas vontades no respeito pela individualidade de cada um, mas jamais personalizada ou individualista.
Este sempre foi um dos “graves defeitos” que tive, criar pontes e unir esforços.
A política faz-se hoje da pluralidade de opiniões, da multiplicidade de pontos de vista, dos pontos comuns, mas também da diferença de posições.
Neste sentido foi apresentado, na passada quinta-feira, um acordo de entendimento entre o PSD e CDS-PP para as eleições autárquicas de 2021 em Oliveira de Azeméis.
Juntar vontades, unir sensibilidades e somar competências para fazer a mudança que mobiliza.
Esta é uma União fundada em valores de respeito democrático , seriedade, rigor e determinação, mas também com a humildade de quem reconhece que a política é mais rica quando é feita de diálogo e tem como objetivo maior construir uma alternativa mais forte, em benefício dos oliveirenses, com os quais queremos, em sintonia perfeita, voltar a estar unidos.
Apresentamo-nos para agregar, tendo por base os legítimos anseios dos oliveirenses. Não estaremos ao serviço das nossas vontades individuais nem de uma visão personalizada dos desafios que temos de enfrentar, mas como uma aliança mobilizadora que quer trazer uma mudança positiva para Oliveira de Azeméis.
Temos o projeto, a ideia e a ambição, vamos desenvolvê-lo, melhorá-lo com um único objetivo: servir legitimamente os interesses de Oliveira de Azeméis e dos oliveirenses.

Nuno Pires, presidente da Comissão
política do PSD