Construir o futuro

0
19

António Pinto Moreira *

O poder local constitui um espaço próprio da democracia portuguesa e uma forma de expressão da descentralização do poder do Estado.
Os autarcas locais muitas vezes têm de suprir falhas importantes do Estado Central para a resolução dos problemas e satisfação da qualidade de vida dos cidadãos.
A existência de pontos de convergência significativos entre os partidos democráticos da ala de centro direita levou à constituição de uma coligação entre PSD e CDS para Oliveira de Azeméis para as eleições autárquicas deste ano com o objetivo de, assim, melhor poder chegar às exigências da generalidade dos munícipes e desenvolver um projeto de desenvolvimento e progresso.
A coligação PSD/CDS que se apresenta terá como foco da sua ação as pessoas. As pessoas nas famílias, na nas escolas, na sociedade em geral, nas empresas, em todo o lado, têm de ser o centro do trabalho dos autarcas.
Ao nível do centro da cidade, por decisão da Câmara PS, já todos sabem que vamos ter um centro coordenador de transportes na frente da Igreja Matriz e um hipermercado Mercadona nas imediações das traseiras da dita Igreja Matriz, vamos ter um novo edifício para a Câmara Municipal a construir na rua mais estreita do centro histórico, para ficar por aqui. A nova coligação vai-se apresentar com o propósito de fazer diferente, para melhor, sempre ouvindo as pessoas. Por exemplo, as novas gerações millennials, ou gerações da internet, são gerações de consumidores urbanos que estão a voltar ao comércio tradicional, porque acham uma perda de tempo as grandes superfícies.
O comércio tradicional é o futuro das cidades do mundo ocidental. Mais uma razão para a coligação PSD/CDS se constituir para as pessoas em primeiro.

* Presidente da Comissão política do CDS-PP