“Clubes estão muito entusiasmados”

Arménio Pinho revelou que a Prova Final já está a dinamizar os clubes do futebol aveirense

0
14

https://youtu.be/NgDlhi2uBj0

O presidente da Associação de Futebol de Aveiro, Arménio Pinho, revelou-se entusiasmado com a Prova Final, que conta com a participação de 45 clubes, e referiu que “já vê a luz ao fundo do túnel” quanto ao regresso das equipas de formação e do público aos jogos.

Ana Catelas

A Prova Final criada, recentemente, pela Associação de Futebol de Aveiro e cujo arranque está previsto para o dia 02 de maio já está a dinamizar novamente o futebol aveirense. Quem o garantiu foi Arménio Pinho, presidente da Associação de Futebol de Aveiro, em entrevista no programa ‘Desporto em Análise’ conduzido por Hermínio Loureiro, na Azeméis TV/FM. “Os clubes estão muito entusiasmados e na sexta-feira estavam 800 pessoas a assistir ao sorteio via online”, referiu o dirigente desportivo.
“Estamos motivados e achamos que foi uma solução boa e isso vê-se na adesão dos clubes e dos próprios atletas. Sabemos que os clubes não estão a passar bons momentos, mas os atletas prontificaram-se a querer jogar”, afirmou Arménio Pinho. O presidente revelou ainda que a Prova Final, nas três divisões, não contempla adiamentos — nem por causa da Covid-19 — e, por isso, “quem não aparecer perde o jogo”.
Nos quartos de final, as equipas que ficarem no 1.º lugar vão jogar em casa. As meias-finais serão em campo neutro, tal como o jogo da final. “Vamos tentar fazer esses jogos no Estádio Municipal de Aveiro”, adiantou o presidente da AFA, que se revelou “cauteloso” quanto ao recomeço da atividade desportiva na formação e ao regresso do público aos jogos. “Será benéfico, se houver público e formação, para os clubes cobrarem as suas quotas aos sócios e para tentar criar dinâmica aos clubes. Mas isso não está nas nossas mãos”, afirmou o dirigente, salientando que, em primeiro, está a saúde.
Depois de uma época de “exceção” e com medidas de “exceção”, Arménio Pinho não tem dúvidas que a próxima época será de reestruturação. “Os campeonatos não podem continuar conforme estão, vamos ter que reduzir equipas”, avisou o dirigente aveirense.
Para o presidente da AFA, os grandes parceiros dos clubes, num ano de pandemia, têm sido as Câmaras Municipais. “Não recuaram, mantiveram o apoio e até reforçaram e nós também temos que agradecer isso”, afirmou o dirigente antes de centrar as atenções no futebol de formação.
“Se abrir a formação dentro de 15 dias ou três semanas estamos convencidos que vamos ter inscrições. Não vão haver campeonatos distritais, mas vão haver encontros. Se isto abrir, vamos ter o distrito todo a mexer”, afirmou Arménio Pinho, adiantando que o gabinete técnico da AFA já tem um “plano detalhado”. O presidente garantiu também que o escalão de Sub-20, com 40 equipas inscritas, vai continuar e que os Sub-22 vão começar num novo formato — 18 equipas divididas em três grupos de seis.
O futsal já tem o seu recomeço pensado e o gabinete técnico da AFA vai apresentar, “dentro de um dia ou dois, uma proposta aos clubes”, conforme adiantou.
Ainda na entrevista à Azeméis TV/FM, Arménio Pinho revelou que a Aldeia do Futebol tem os dois campos de futebol (de 11 e de 7) prontos, tal como os seis balneários e a bancada com cobertura, estando apenas em construção o estacionamento. “A primeira fase está praticamente pronta. Vamos utilizar as instalações dentro de poucos dias para os nossos cursos de treinadores”, acrescentou o dirigente.
Em junho, a Direção da AFA vai levar à Assembleia Geral a proposta de venda da atual sede, sendo “o dinheiro para aplicar na construção da nova sede” na Aldeia do Futebol. “Os próximos passos são a construção do pavilhão e o campo de futebol de praia”, revelou Arménio Pinho, garantindo que a AFA pode ser, no futuro, uma “potência no futebol de praia”.