Clube de Ténis de Azeméis procura mais financiamento

Obras nos Pisos, balneários, sede social e cobertura dos campos de ténis

0
144

https://youtu.be/0oHoasMGnk4

O Clube de Ténis de Azeméis (CTA) está a tentar dar a volta à situação pandémica e o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) aceitou comparticipar o projeto de renovação das infraestruturas do clube.
“A comparticipação está abaixo das nossas expectativas, mas permite-nos abrir portas para esta desejada requalificação”, afirmou o vice-presidente do CTA, João Moreira.
Os pisos, os balneários, a parte inferior da sede social da coletividade e a cobertura dos dois campos do Clube de Ténis de Azeméis vão ser intervencionados, apesar de o clube temer que a pandemia condicione a realização das desejadas obras.
“Estamos com dificuldades de agendamento com as pessoas que nos vão fazer esses serviços”, explicou o vice-presidente, João Moreira, no programa ‘Desporto em Análise’ com Hermínio Loureiro.
Os balneários estão encerrados por causa da Covid-19, pelo que a empreitada talvez comece por aí.
Os pisos, com mais de 30 anos e originais desde a fundação do clube, serão também uma das estruturas visadas, principalmente porque estão “descontinuados” e “retirados da competição internacional”. “Se queremos dar continuidade aos torneios, temos que dar início à mudança forçosa dos pisos”, realçou João Moreira, sublinhando que a ideia seria requalificar os seis pisos em duas partes de três para não impedir a atividade dos tenistas.
Apesar de o Clube de Ténis de Azeméis contar com o apoio do IPDJ, João Moreira disse esperar encontrar mais programas que permitam um maior financiamento ao projeto de renovação das instalações do clube. “A Federação Portuguesa de Ténis tem um programa em que são disponibilizados às associações 50 mil euros anuais e também nos candidatamos à lei do mecenato”, exemplificou o vice-presidente.
Sem nunca baixar os braços, João Moreira admitiu que ser dirigente desportivo em tempo de pandemia é difícil. “É difícil manter um clube aberto sem receita. A nossa grande vantagem é termos uma pequena almofada financeira”, apontou o representante, que acrescentou que o Clube de Ténis de Azeméis tem mais de 200 pessoas a jogar ténis regularmente.

Marta Cabral