Centro de Línguas mudará de ‘casa’ pela terceira vez

0
19

O Centro de Línguas de Oliveira de Azeméis (CLOA) prevê iniciar as aulas no antigo Centro de Saúde no final deste mês “ou na primeira semana de dezembro”, segundo informou ao Correio de Azeméis o presidente da Direção, Paulo Fonseca. A data indicada pela Câmara Municipal para a finalização das obras terá sido o final desta semana, sendo que após isso, irão proceder às “limpezas, arrumações e as mudanças”, disse.
“Os prazos [das obras] têm falhado continuadamente”, declarou o presidente, pelo que espera que “não haja nenhuma derrapagem”. Este ano, será a terceira vez que o Centro de Línguas de Oliveira de Azeméis muda de instalações e espera-se que seja a definitiva. No final do ano letivo passado, devido à vaga da Covid-19 que obrigou ao confinamento, o Centro de Línguas passou a dar aulas exclusivamente através da plataforma eletrónica Microsoft Teams, uma sala de aula online. Visto já não estar a utilizar as instalações no Edifício Rainha, a instituição mudou-se temporariamente para a loja do Ponto Já, a pedido da Câmara Municipal, sendo esta responsável pelo alojamento do centro, uma vez que se esperava que a obra do antigo Centro de Saúde estaria pronta no início do ano letivo. “Infelizmente isso não aconteceu”, explicou Paulo Fonseca ao acrescentar que se viram obrigados a mudarem-se para a Escola Ferreira de Castro para o arranque do ano.
“As instalações da Ferreira de Castro não são cinco estrelas, são seis”, afirmou, ao adiantar que o único transtorno desta situação está presente na dinâmica que os pais dos alunos tiveram de alterar, em função da localização do Centro de Línguas. “Relativamente às aulas, não há nenhum tipo de prejuízo para os miúdos”, assegurou. Neste momento, o Centro de Línguas encontra-se a lecionar em regime misto, presencial e online, por haver “meninos confinados”. Ainda não há confirmação de algum caso positivo à Covid-19, mas o presidente avançou que alguns alunos tiveram contacto com casos positivos. “Temos de nos ajustar à realidade”, anunciou, ao clarificar que continuarão em regime misto quando se mudarem para as instalações do antigo Centro de Saúde.