Caçarola fez homenagem gastronómica

0
7

‘Cuidar de quem cuida de nós’ foi o nome dado ao evento que percorreu seis hospitais do país, no qual a empresa Valente Marques, S.A. (Arroz Caçarola), em parceria com o Chef Chakall, distribuiu refeições pelos seus profissionais de saúde. A homenagem gastronómica surgiu como a primeira comemoração dos 50 anos da empresa oliveirense – que se celebram este ano – e, na terça-feira, dia 23, o ‘Food Truck Caçarola’ parou no Hospital São Sebastião, em Santa Maria da Feira.

“Era um gesto que queríamos ter para com estes profissionais de saúde que têm cuidado de nós”, afirmou o diretor da Caçarola, António Valente Marques, em declarações à Azeméis TV. “Oferecemos este miminho como contributo do fundo do nosso coração”, sublinhou. Só na terça-feira serviram 922 refeições mas, antes disso, já tinham percorrido mais cinco hospitais. “Tem sido um sucesso”, contou o empresário, adiantando que irão “a pelo menos mais três”, a pedido de outros hospitais. Ao marcar, assim, o arranque do 50.º aniversário, António Valente Marques anunciou que terão “mais iniciativas ao longo do ano”, deixando a expectativa no ar que uma delas poderá ocorrer em Oliveira de Azeméis. Quanto à parceria com o Chef Chakall, o diretor explicou que o relacionamento entre ambos já tem uns anos e que incluí-lo “enquadra-se perfeitamente” no espírito familiar. “A nossa relação conjuga-se bem”, realçou António Valente Marques.
O Chef Chakall confirmou a boa relação com a empresa oliveirense – sendo ela uma das suas patrocinadoras – e referiu que, “quando duas pessoas têm boas intenções”, chegam a um “bom fim”. Não é a primeira vez que o Chef participa neste género de iniciativas e, por isso, decidiu unir-se à Caçarola. “Não há dinheiro que pague isto. Perguntaram-me se eu queria ganhar dinheiro e eu recusei; faço isto com todo o meu coração”, afirmou.
O presidente do conselho de administração do Hospital São Sebastião avançou que se tratou de uma adesão “em massa” pelos profissionais. “É daquelas iniciativas que nos enche o corpo e a alma pelo gesto que representa e de reconhecimento pelo trabalho incansável que tivemos”, considerou Miguel Paiva.
O almoço servido foi então paella de três variedades – marisco, frango e vegetariana – e, no final, ainda foram doadas 130 refeições a uma instituição local de apoio social.